III Feira de Ciências e Engenharia do Amapá

Acontece no Monumento do Marco Zero do Equador e no Sebrae, no período de 22 a 25 de setembro, a III Feira de Ciências e Engenharia do Estado do Amapá (FECEAP) 2015. O evento, que será casado com a programação do Equinócio de Primavera, tem o objetivo de promover o intercâmbio científico entre estudantes da rede de educação básica do Estado do Amapá, com alunos de outras regiões do país, e ainda estimular a construção de novos saberes, promovendo o desenvolvimento da capacidade criativa e investigativa na direção de soluções para o desenvolvimento sociocultural.

“Estamos valorizando um trabalho já existente dentro da Secretaria de Estado da Educação (Seed) com uma equipe de professores que tiveram a ideia da feira. O apoio para esse tipo de evento é importante, já que é um estímulo para estudantes que no futuro serão pesquisadores, professores, cientistas”, enfatizou Robério Aleixo, secretário de Ciência e Tecnologia do Estado.

Outro diferencial, é que a feira fará parte da programação do Equinócio. “A ideia é juntar a feira com o evento do Equinócio, que além de ser um fenômeno natural é explicado pela ciência”, anunciou o secretário.

O evento é promovido pelas secretarias de Estado da Educação (Seed), Ciência e Tecnologia (Setec) e Turismo (Setur), em parceria com o Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), tendo como parceiros a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa), Universidade Estadual do Amapá (Ueap), Universidade Federal do Amapá (Unifap); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (Ifap) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A abertura do evento será nesta terça-feira, 22, às 18h, no auditório do Sebrae, em Macapá, onde será realizado o seminário “Ciência é Vida”, com o grupo Ciência Show.

Premiação

Todos os participantes da FECEAP 2015 receberão certificado de participação. Receberão medalhas os três melhores projetos das categorias: Ciências Exatas e da Terra, Ciências da Saúde, Engenharias, Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Humanas, dos segmentos: 1º ao 5º ano do ensino fundamental; 6º ao 9º ano do ensino fundamental; e ensino médio e/ou técnico.

Os melhores projetos de estudantes do 8º e 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio e/ou técnico poderão receber credenciamento para participar de feiras de ciências nacionais e/ou internacionais como: Movimento Científico Norte e Nordeste (MOCINN) 2016, Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE) 2016, Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (MOSTRATEC) 2016.

O foco principal da feira é resgatar a importância da ciência na vida das crianças e adolescentes. “Que ciência seja um dos focos principais no desenvolvimento econômico do Estado”, afirmam os organizadores.

(Secom/GEA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *