Inscrições para projetos de Iniciação Científica serão abertas dia 29

Estarão abertas, de 29 de dezembro de 2017 até 15 de fevereiro de 2018, as inscrições para projetos de Iniciação Científica (ensino superior e ensino básico) e projetos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) que apresentem soluções de baixo custo para a gestão de serviços públicos no estado do Amapá. Os três editais das chamadas públicas foram lançados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Fapeap), ontem, quarta-feira, 27/12, no Palácio do Setentrião, sede do governo do Estado.

O evento reuniu o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Robério Nobre, representando o governador Waldez Góes; o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Rafael Pontes, além de outros gestores de órgãos da ciência e tecnologia, desenvolvimento rural, instituições de pesquisas e de ensino superior, e professores da rede estadual de ensino. Os projetos e bolsas serão financiados com recursos do tesouro estadual. O cronograma, público-alvo e outras informações estão detalhadas nos editais, neste link http://www.fapeap.ap.gov.br

O chefe-geral interino da Embrapa Amapá, Nagib Melém, ressaltou que estes editais são de grande importância para viabilizar o acesso de estudantes, do ensino superior e do básico, à rotina e desafios da pesquisa científica em geral. “A Embrapa está à disposição para se integrar cada vez mais nestas iniciativas de parcerias em nossa área de atuação”, acrescentou Melém, que participou do evento junto com o chefe-adjunto substituo de Pesquisa e Desenvolvimento, pesquisador Adilson Lima. A diretora-presidente da Fapeap, Mary de Fátima Guedes dos Santos, lembrou que os editais referentes ao Programa de Rede Ciências (PRC) remetem a articulações iniciadas em 2016, por gestores e técnicos da Fapeap, Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Setec) e Universidade Federal do Amapá (Unifap). “Além das chamadas da Rede Ciências, para o ensino superior e básico, também temos neste momento o lançamento do programa PITI, que vai fomentar projetos na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, que é uma parceria entre o Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), a Setec, a Fapeap e o Instituto Estadual de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (IEPA)”.

A diretora da Fapeap explicou que este órgão é vinculado à Setec, e visa induzir e incentivar pesquisa científica, tecnológica e inovação através do fomento a projetos de pesquisa básica para promover o desenvolvimento econômico e social do estado do Amapá. Com relação ao edital do programa PITI, o diretor-presidente do Prodap, Lutiano Silva, destacou que trata-se de um incentivo para induzir o desenvolvimento de suportes tecnológicos voltados para melhorar o atendimento às demandas dos usuários dos serviços públicos. Ele conheceu experiências bem sucedidas em vários estados e elaborou um modelo de estímulo para captação de propostas, de acordo com nossas demandas e necessidades identificadas no estado do Amapá.

Para o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Rafael Pontes, esta iniciativa de financiamento de projetos e bolsas fortalece não apenas as pesquisas, mas também a formação científica desde a educação básica abrindo perspectivas para fortalecer clubes de ciências, estruturas para a pesquisa científica no próprio ambiente das escolas, como também tem o mérito de consolidar uma rede entre universidades, escolas e instituições de pesquisas. Pontes acrescentou que uma equipe da Setec e Fapeap estará à disposição para esclarecer dúvidas na elaboração de projetos, durante as visitas técnicas itinerantes às instituições de pesquisas, universidades e escolas.

(Dulcivânia Freitas/Embrapa-AP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *