Laranjal do Jari – Fim do protesto

Terminou no fim da tarde deste domingo, 1, o protesto que interditou a BR-156, a 10 km do município de Laranjal do Jari, Sul do Estado. Após as negociações, conduzidas pelo governo estadual, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os manifestantes decidiram retirar as toras que bloqueavam a via desde a manhã de sábado, 31.

O secretário de Estado de Transportes, Odival Monterrozo, foi ao local para ouvir as reivindicações dos manifestantes e explicar o andamento das obras de conservação da via no trecho. As exigências se resumiram em quatro pontos: regularização fundiária, manutenção da rodovia e ramais, eletrificação rural e solução para a escassez de água potável na região.

Monterrozo explicou que o governo aguarda uma autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para retomar as obras de conservação da BR-156, no trecho entre a comunidade de Água Branca do Cajari e o município de Laranjal do Jari – aonde fica situada a Reserva Extrativista do Cajari (Resex-CA).

A manutenção no trecho é executada pela Secretaria de Estado de Transportes (Setrap), por meio de um convênio, firmado em 2006, com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que repassa os recursos para o serviço. A empresa LB Construções é a contratada para a realização da conservação.

No entanto, as obras estão embargadas desde 2013, quando a Polícia Federal iniciou um inquérito por crime ambiental para apurar a abertura não autorizada de um novo ramal traçado na rodovia, com supressão de vegetação dentro da área da Resex, no período de 2011 a 2013, sem as devidas licenças. Por conta deste problema a retomada dos serviços de conservação da via ficou condicionada a órgãos ambientais.

(Secom/GEA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *