Mais sobre a Operação Expurgo

O Ministério Público Federal informou que os elementos colhidos na Operação Expurgo, deflagrada hoje pela Polícia Federal (veja o post anterior) serão incluídos na investigação em curso e vão servir de subsídio para a proposição de medidas judiciais e administrativas de competência do órgão.

O recurso para pagamento do contrato, de mais de R$ 1,8 milhão, é proveniente de Termo de Composição de Danos, celebrado no fim de 2019 com a empresa Anglo Ferrous Brasil. Em março, com a confirmação de casos da covid-19 no Amapá, o MPF solicitou à Justiça que parte do valor do acordo fosse utilizado em ações para minimizar o impacto da pandemia. Para utilização dos valores, os municípios beneficiários deveriam apresentar projetos para utilização dos recursos, que passariam pela análise dos órgãos de fiscalização e da autorização judicial para liberação do dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *