Mais sobre a prisão do empresário

De acordo com a Polícia Federal o empresário  foi preso em flagrante por posse ilegal de acessório de uso restrito, pois possuía um silenciador para o fuzil, comprado na internet, sem autorização legal.

Quanto as armas de fogo e munições elas estavam registradas legalmente em nome do empresário, mas a Justiça Federal impôs  a suspensão de autorização de porte/posse das armas.

O referido empresário, segundo pessoas ligadas a ele, é colecionador registrado de armas.

A prisão se deu quando a PF cumpria dois mandados de busca e apreensão contra ele expedidos pela 12ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal.
O pedido da medida cautelar foi proposto pela Polícia Legislativa do Senado Federal, em razão de fortes indícios de ameaça e crimes contra a honra de senador Randolfe Rodrigues.
Na decisão, o investigado também deve manter a distância mínima de duzentos metros do parlamentar.
A Polícia Federal informou que “durante as buscas – que contou com a participação de policiais legislativos do Senado Federal – a PF apreendeu dez armas de fogo, dentre fuzil, espingardas, revólver e pistolas, além de 3.153 munições de diversos calibres, que eram eram legais, porém, teve a posse/porte suspenso por decisão judicial.” 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.