Mesmo sendo feriado, TRE funciona normalmente amanhã

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) informa à população que, apesar do feriado do Dia da Consciência Negra, celebrado nesta sexta-feira (20), a Casa da Cidadania, que sedia a 2ª e 10ª Zonas Eleitorais de Macapá, respectivamente, realizará atendimentos normalmente no horário das 8h às 14h. A medida visa oportunizar aos cidadãos entre 16 e 18 anos que queiram efetuar o Alistamento Eleitoral e que por algum motivo não têm disponibilidade de tempo para buscar o serviço nos dias úteis.

A medida consiste no primeiro Título de Eleitor da população nessa faixa etária e faz parte da Campanha Jovem Eleitor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os atendimentos desta sexta-feira (20), ocorrerão somente na capital amapaense. A Casa da Cidadania fica localizada na Avenida Mendonça Júnior, 1452, Centro de Macapá.

De acordo com o Diretor-Geral do TRE-AP, Dr. Veridiano Colares, a Justiça Eleitoral trabalha com afinco para otimizar a prestação de serviços a esse público jovem, de modo que os mesmos participem das Eleições Municipais de 2016 e de outros pleitos futuros.

“É fundamental que a juventude amapaense faça parte do processo democrático e exerça seu direito ao voto”, pontuou o Dr. Veridiano Colares.

A Campanha Jovem Eleitor
A Campanha Jovem Eleitor é nacional. Os cidadãos que vão tirar o Título pela primeira vez devem ir ao cartório eleitoral que atende seu bairro ou cidade com a Carteira de Identidade, certificado de quitação com o serviço militar (no caso de maior de 18 anos) e comprovante de domicílio. Nessa idade, eles não são obrigados a votar, mas já têm o direito garantido pela Constituição Federal.

O feriado
O dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra e integra o calendário de feriados da Justiça Eleitoral. A data é alusiva à morte de Zumbi dos Palmares em 1695, líder do maior quilombo no período do Brasil colonial, o Quilombo dos Palmares.

A data também é marcada pela reflexão em relação ao processo de escravidão de negros e o transporte de africanos para o solo brasileiro, iniciado em 1549, e serve como alerta e protesto diante das modernas formas de escravidão que infelizmente ainda remanescem nos rincões brasileiros.

(Elton Tavares – Ascom/TRE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *