Operação Porto Seguro II prende 17 pessoas

A Polícia Civil do Amapá prendeu 17 pessoas acusadas de crimes de violência doméstica, tráfico de drogas, porte de arma branca e embriaguez ao volante. As prisões foram feitas pela Delegacia de Porto Grande, durante a Operação Porto Seguro II realizada nos dias 8, 9 e 10 de fevereiro no município, distante 102 km da capital Macapá.

Das 17 prisões, duas foram através de cumprimento de mandado de prisão temporária e, as outras 15 foram em flagrante. No trabalho ostensivo, 12 veículos foram fiscalizados e 242 pessoas revistadas. Foram realizadas vistorias em 12 bares e eventos do município de Porto Grande sendo que, 30 menores de idade, foram retirados desses locais e entregue aos pais.

Dentre as prisões, destacam-se dois indivíduos de extrema periculosidade que, juntos, já respondem pela prática dos crimes de homicídio triplamente qualificado, tráfico de drogas, furto, roubo com o emprego de arma de fogo, latrocínio, posse ilegal de arma de fogo e receptação.

De acordo com o delegado Bruno Braz, que comandou as diligências, esse é um desdobramento da Operação Porto Seguro I, deflagrada em dezembro de 2018, com apoio da Polícia Militar e Conselho Tutelar. Na ocasião, também houve prisões por tráfico de drogas, porte de arma branca, dano ao patrimônio público, violação de condicional e receptação. Braz assumiu a titularidade da Delegacia de Porto Grande, assim que foi empossado no concurso público da Polícia Civil para o cargo de delegado, realizado pelo Governo do Amapá.

A Operação Porto Seguro II mobilizou 17 policiais civis e três viaturas e contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e, do Comissariado do Juizado da Infância e Juventude de Porto Grande.

(Fonte: Secom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *