PF combate desvio de produtos dos Correios

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (4) a Operação Extravio, que visa reprimir uma associação criminosa responsável por desvio de produtos eletrônicos dos Correios, que não chegavam aos destinatários e eram comercializados em lojas especializadas em informática na cidade e pela internet.

Os policiais federais deram cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados, localizadas nos bairros da Fazendinha, em Macapá, e Fonte Nova, em Santana/AP.

A investigação iniciou em julho de 2021, quando um indivíduo foi preso em flagrante pela PF pelo crime de receptação qualificada, ao estar de posse de um notebook furtado/desviado de dentro da Agência dos Correios.

A prisão em flagrante se deu após um cidadão usuário dos serviços dos Correios ter realizado uma compra de um notebook, pela internet, de uma empresa de Manaus-AM. Após a compra, a loja enviou o notebook para o endereço na cidade de Macapá/AP, no entanto, passado o prazo de entrega e diversas reclamações do usuário, os Correios não localizou a encomenda.

A PF identificou o anúncio do produto em uma loja de informática em Macapá/AP, ocasião em que foi realizada a prisão em flagrante do indivíduo.

A investigação obteve fortes indícios da participação de funcionários e ex-funcionários dos Correios, além de terceiros, no esquema de desvio de produtos eletrônicos da empresa pública. Funcionário dos Correios identificava a encomenda como eletrônico e desviava para um terceiro que anunciava os produtos em site de vendas e em uma loja de informática nesta capital, recebendo uma comissão por isso.

Os indivíduos podem responder pelos crimes de associação criminosa e peculato. Se condenados, podem pegar uma pena de até 15 anos de reclusão.

*Extravio: Em referência aos produtos que não chegavam aos destinatários.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.