PF cumpre mandados em repressão à pornografia infantil em Macapá e Santana

A Polícia Federal deflagrou nesta sextafeira (09), as Operações Vilão e Mirilla*, para reprimir os crimes de armazenamento e compartilhamento de conteúdo pornográfico envolvendo criança e adolescente.
Os policiais cumpriram dois mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados nos bairros Infraero, em Macapá, e Nova Brasília, em Santana

A investigação:

A ação policial partiu do rastreamento promovido por organismos internacionais que visam denunciar crimes de abuso sexual infantil, na rede mundial de computadores, bem como pelo Serviço de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil (SERCOPI) da Polícia Federal, em Brasília, que encaminhou o caso para a Superintendência da Policia Federal no Amapá, que por sua vez deu início à investigação.

O trabalho resultou na identificação dos investigados e apontou que estes teriam armazenado, em equipamentos eletrônicos, mais de 140 imagens e vídeos de conteúdo relacionado a exploração sexual infantojuvenil, o que possibilitou as ações desta manhã.

As Operações deflagradas buscaram identificar, ainda, se os indivíduos disponibilizaram o conteúdo na internet, compartilhando com outras pessoas, as quais também deverão ser investigadas e, se comprovadas, futuramente responsabilizadas pelos crimes apurados.

Até o momento, o delito apurado foi o de armazenamento de material contendo pornografia envolvendo crianças e adolescentes. Em caso de condenação, a pena pode chegar a 4 anos de reclusão e multa.

(Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.