Protesto – Servidores públicos estaduais fecham a Av. FAB

ronan3
Eles protestam contra o parcelamento do pagamento de seus salários

ronan1

protesto4

protesto5

(As fotos foram enviadas ao blog por servidores que participam do ato neste momento na Av. FAB)

  • Sim, Vagalume, todos são sabedores das crises , tanto nacional como local. Mas, o que esse governo incompetente está fazendo para enfrentar a situação? Que gastos firam cortados? Por que o governador não extingue essa quantidade imensa de cargos, que na verdade são cabides de emprego e mieda de troca? Por que o governador, para dar exemplo, não torna sem efeito o aumentibindecente que proporcionou a si e à curriola de amigos colaboradores da sua eleição, uma das primeiras providências quanto assumiu o governo? Será que ainda vai continuar sacrificando os professores aposentados que, covardemente, tiveram seus salários congelados? Não tente explicar o inexplicável. Bem feito para nós que elegemos um candidato que já conhecíamos a índole e a incompetência, ou venham dizer que desconheciam a prisão e o processo do Waldez. Falta vergonha na cara dessa gente. Nunca imaginei que um dia fosse ouvir a voz das ruas afirmando sentir falta do Camilo.

  • Protestar é um direito do funcionário público, assim é um dever saber de onde vem o dinheiro para custear as despesas públicas, o pais em recessão generalizada, afeta brutalmente a arrecadação de impostos, o Amapá sendo um dos estados mais pobre da federação, onde a sua fonte de receita, cerca de ( 70%) é constituída de verbas federais que obviamente é parte da arrecadação tributária. Se a arrecadação de impostos federais cai, a participação do Amapá também cai, é preciso ter cautela, compreensão e conhecimento da causa, antes das reinvindicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *