Que absurdo!

Morto de ciúme, um homem “examinava” a vagina de sua companheira na tentativa de descobrir se estava sendo traído.
Esse absurdo aconteceu no município de Oiapoque (AP). Cansada disso, de ameaças de morte e de ser obrigada a manter relações sexuais na marra, a mulher procurou a Polícia a registrou queixa.
Ontem, o homem – de 36 anos e cujo nome não revelado – foi preso.
A assessoria de comunicação da Polícia Civil disse que em depoimento “a vítima relatou que o companheiro age motivado por ciúmes, tendo, inclusive, por diversas vezes, a obrigado a abrir as pernas para verificar se havia resquícios de esperma de outro homem em sua genitália.”

“Além dos crimes pelos quais o acusado foi preso em flagrante, foi instaurado inquérito policial para investigar os outros fatos relatados pela vítima. O acusado poderá ser indiciado pelo crime de estupro, por ter inserido o dedo na vagina da companheira sem o consentimento dela, para averiguar se havia indícios de que ela teria tido relações sexuais com outro homem. Ela informou também que por várias vezes manteve relações sexuais sem consentir”, disse o delegado Átila Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *