Saúde no Amapá – Isso é desumano

joabe1Esta criança quebrou o fêmur e ficou quase 24 horas  no corredor do Hospital de Emergências nesse “leito” improvisado, com dores, coceira, calor e praticamente sem poder se mexer. Pior ainda: vendo passar por ele gente baleada, esfaqueada, coberta de sangue. “Meu filho está muito assustado com essas cenas e chora muito”, diz o pai Joabe Silva.
Ele deu entrada no H.E. no começo da noite de sábado. Só no final da tarde deste domingo  foi transferido para uma enfermaria. Mas  o “leito” é um colchonete no chão. Não há previsão de quando ele será operado. “Meu filho precisa ser operado, mas ninguém dá uma previsão e fico preocupado porque aqui tem gente há semanas esperando por cirurgias ortopédicas”, diz Joabe. Ele fala ainda que não entende porque não transferem o menino para o Hospital da Criança.
O que Joabe tem visto no H.E. é “um cenário de guerra”. Pacientes internados nos corredores, em cadeiras ou no chão. Falta material pra tudo. “Quem não pode se levantar tem que fazer xixi em garrafas pets porque não tem aqueles saquinhos coletores de urina. Isso aqui é um horror”, disse ele ao blog.
No twitter, Joabe postou fotos mostrando que o H.E. é o “pior lugar do mundo”

joabe2joabe3

Atualização – 21h33 – O garoto já foi transferido para o Hospital da Criança, onde aguarda a cirurgia. “Depois de muita luta conseguimos transferência e o melhor,tem leito. Valeu pela força.”, disse Joabe Silva agora ao blog.

  • Sr Joabe, solidarizo-me com o sr e só tenho um desejo: que nossas crianças inocentes não sofram as consequências dos atos dos adultos. Desejo saúde ao seu filho e que logo se apague de sua memória as cenas tristes que presenciou no Hospital de emergências.

  • Os fatos se repetem. Os mesmos políticos se reelegem. E essas são as consequências. E se vc fizesse uma enquete nos hospitais, etc e perguntasse à maioria dessas pessoas em quem votaram, será que lembrariam? E por que votaram nesse ou naquele candidato?

  • O terrorismo no Brasil é praticado por políticos e seus apadrinhados que desviam milhões do erário público. sem nada acontecer. O que se vê na saúde é uma barbárie, um crime hediondo.
    É claro que nós, sociedade, temos culpa nisso quando elegemos pessoas comprovadamente comprometidas com o crime para nos administrar.

  • Fico triste de ver um trabalhador passando por essa situação. Nós pegamos tantos impostos pra quê? O HE é sinônimo de horror. Realmente é um cenário de guerra. Melhoras para seu filho Joabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *