Um papai noel de R$ 1,5 milhão

Dezembro de 2015. Férias escolares. Antevéspera de Natal, dia 23, a Secretaria de Estado da Educação assina um contrato com a empresa  Cooperativa Agroindustrial de Produção de Alimentos do Amapá (Agrocop) para fornecimento de gêneros alimentícios para a merenda escolar. Em tempo recorde, na antevéspera do Ano Novo, dia 29, efetuou o pagamento de R$ 1,5 milhão. Os produtos não foram entregues, mas os diretores das escolas assinaram documento atestando o recebimento.
Os envolvidos nessa ladroagem tiveram ceia farta no Natal e no Ano Novo. Os estudantes das escolas públicas não. Acabaram-se as férias e a merenda não chega nas escolas. Diariamente as aulas sãos suspensas, os alunos voltam mais cedo para casa exatamente porque não tem merenda.

A Operação “Senhores da Fome” deflagrada hoje pela Polícia Federal terá desdobramentos, pois os depoimentos colhidos esta manhã apontam que a patifaria não ocorreu apenas em 52 escolas, mas em tantas outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *