Alerta!

Vários casos de gripe H1N1 já foram registrados em Macapá.
Com os sintomas desse tipo de gripe há pelo menos quatro crianças internadas no Hospital da Criança e do Adolescente.

Dengue
E os casos de dengue se multiplicam nesse período, inclusive dengue hemorrágica. Parece que as campanhas educativas não surtem efeito. O povo continua jogando descartáveis e outros lixos nas calçadas, praças, quintais, terrenos baldios, construindo assim criadouros de mosquito da dengue.

  • São mais de 20 casos de crianças com H1N1 no hospital da criança e as autoridades escondem da população.

  • Macapá tá pior que lixeira pública,além do lixo não ser recolhido adquadamente,a população é desleixada e contribui em muito p/este descaso c/a saúde.Prevenir ainda é o melhor método de combater essas pragas.Os agentes de saúde tiraram férias permanente,não se vê mais eles em lugar algum.

  • Se continuar assim…….aguardem mais doenças. Será que ninguém tá vendo que Macapá virou uma lixeira pública…..

  • Como Macapá não tem esgotamento, somos uma “Cidade-de-Fossas”, estas malditas fossas são o criadouro de todas as raças e mosquitos (Aedes aegypti incluso), não adianta tirar pneu com água, Se cada fossa é uma verdadeira usina de produção dos mais variados anófeles. Macapá é uma cidade africana (desculpe ofender as cidades africanas).

  • Boa parte da culpa pelos inumeros casos da Dengue em Macapá é realmente da população, que não cuida de seus quintais e ainda jogam lixo na rua. Mas, a PMM não pode se isentada deste caos que atinge a nossa cidade.Pois a coleta do lixo continua precária e não vemos nenhuma ação dos agentes de saúde e nem os veiculos que fazem fumacê nas ruas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *