Aos 65 anos morre em Macapá o ex-jogador Bira. Corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa

Faleceu hoje em Macapá, aos 65 anos, o ex-jogador Ubiratan do Espírito Santo, o Bira.
Bira – que começou a carreira do Esporte Clube Macapá – brilhou nos gramados do Brasil e até do exterior. Foi um dos grandes artilheiros do futebol brasileiro.
Campeão pelo Macapá, pelo Paissandu,  Remo e campeão brasileiro pelo Internacional (RS).
A morte de Bira repercutiu em todo o país. Clubes, federações e torcedores lamentaram nas redes sociais, jornalistas esportivos e ex-jogadores fizeram homenagens relembrando fatos de sua brilhante carreira e clubes e federações emitiram notas de pesar.
Seu corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa do Amapá. O sepultamento ocorrerá amanhã, terça-feira, as 16 horas.
Para mim o dia amanheceu triste, pois acordei com um telefonema da minha amiga Leide, sua irmã, me dando a notícia.
Eu tinha um carinho muito grande pelo Bira, aliás por toda a família.
Seus pais, o inesquecível Herundino e a linda Dona Joana, foram amigos dos meus pais. Uma amizade que nasceu em Belém quando ainda eram solteiros. Herundino, por exemplo, me contava que acompanhou todo o namoro dos meus pais.
A amizade continuou em Macapá. Os filhos foram nascendo e essa amizade se prolongando neles.
Bira era o mais falador, contador de causos, alegre o tempo todo, festivo. Então, dei um pause na tristeza porque tristeza nunca combinou com ele. Melhor lembrar dele com sorrisos e gratidão pelas alegrias que ele deu a milhares de torcedores e a tantos amigos.
Descanse em paz, Tremendão.
Meus sentimentos a toda a família. Aos irmãos (Marco Antônio, Leide, Assis, Aldo), aos filhos e à esposa envio meu fraterno abraço e peço a Deus que lhes dê forças neste momento tão difícil e doído.

  • Meus sentimentos de pesar à família e amigos enlutados do Bira, que Deus, nosso Pai o receba no Paraíso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *