BNDES garante R$ 140 milhões para o plano rodoviário do Amapá

O senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP) esteve, nesta sexta-feira (12), acompanhado do secretário de Planejamento do Amapá, Eduardo Tavares, na sede do Banco Nacional do Desenvolvimento-BNDES, em Brasília.

A união de esforços, liderada pelo senador Davi Alcolumbre e pelo governador Waldez Góes, resultou em mais um grande avanço para o estado, desta vez para uma etapa importante do plano rodoviário estadual com a liberação dos recursos necessários para a continuidade do plano rodoviário.

Liberação dos recursos
O presidente do BNDES comunicou ao senador que essa importante etapa de liberação dos 140 milhões já está concluída.

“Temos trabalhado com muito afinco nessa relação com o Amapá.” resumiu, Montezano.

Essa importante liberação de recursos vinha sendo discutida desde o ano de 2018, e, com articulação e empenho do senador Davi Alcolumbre, finalmente foi concretizada.

Davi ressaltou que esse benefício vai alcançar todo o Estado, interligando com mais qualidade e estrutura os municípios, facilitando o transporte de produção por todo o Amapá.

“Muito feliz em receber a notícia de que a autorização dos R$ 140 milhões, que o Amapá pleiteava, no âmbito do contrato com BNDES, foi liberado hoje. Agradeço ao empenho do presidente do BNDES que conseguiu, junto com o governo do estado, destravar esse importante investimento para que a gente possa modernizar a infraestrutura logística das nossas estradas.” comemorou o senador.

Estão previstas obras estruturantes destinadas às rodovias estaduais AP-070, AP-270, AP-340 e AP-426, com serviços de terraplenagem, drenagem superficial e subterrâneas, pavimentação, sinalização horizontal e vertical além de pavimentação de 57,89 quilômetros e a construção de sete pontes em concreto armado.

Destaca-se ainda que a AP-110, que inicialmente estava inserida para ser realizada com recursos do BNDES, foi acelerada através da destinação de emendas parlamentares, também obtidas com apoio do Senador Davi.

Integração das regiões
Investimentos na ordem de R$ 140 milhões vão permitir a integração dos municípios de Itaubal, Cutias do Araguari, os distritos de Macapá como Santo Antônio da Pedreira, Santa Luzia e São Joaquim do Pacuí, facilitando o acesso à região metropolitana (Macapá, Santana e Mazagão) e a ligação ao modal fluvio-maritimo e aéreo. A região tem importante participação no setor econômico com a agropecuária agricultura, pescado, produtos da floresta e principalmente na produção de grãos.

(Texto e foto: Assessoria de Imprensa do senador Davi Alcolumbre)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *