Começa a reforma do Hospital Alberto Lima

O Hospital de Clínicas Alberto Lima vai passar pela maior reforma desde que foi construído, há mais de 60 anos pelo primeiro governador do Amapá.
As obras de reforma e ampliação começam esta semana. Hoje o governador Camilo Capiberibe assinou a ordem de serviço.
De acordo com o governo a reforma vai do piso ao telhado.
Além da reforma, serão construídos mais dois centros cirúrgicos, laboratórios de Anatomia Patológica e Farmatológica, Residência Médica, Cozinha Industrial e Nutrição Parental – que terá capacidade para atender, além do HCAL, os Hospitais da Mulher Mãe Luzia, da Criança e do Adolescente, e de Emergência.
As  redes elétrica, hidrossanitária e telefônica serão substituídas e um moderno circuito interno de TV será instalado.
O velho elevador – que está há anos sem funcionar (dizem que até o motor dele foi roubado) – será substituído por um novo e moderno.

A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) vai ser transformada em um Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), e passará a ofertar o serviço de radioterapia.   Atualmente os pacientes  que precisam de radioterapia têm que viajar para fora do Estado.  “Em dez meses, isto não será mais necessário”, prometeu o governador.

A obra será construída pela Edifica e o prazo de conclusão é dez meses. Custará  R$ 13.115.088,99, recursos de emenda da deputada federal Dalva Figueiredo (PT-AP) , com a contrapartida do Governo do Estado, através do PROAMAPÁ Saúde.

A última reforma do hospital se deu em 2005 e custou R$ 5,9 milhões. Naquela reforma o número de leitos aumentou de 103 para 167. Agora serão 200 leitos e mais dez leitos de UTI.

hgmEra assim o Hospital  construído no governo Janary Nunes. Foi uma das primeiras obras em alvenaria de Macapá. Chamava-se Hospital Geral de Macapá. Sua fachada foi completamente mudada numa reforma feita no governo João Capiberibe.  Em 2003 sua denominação foi mudada para Hospital de Clínicas Alberto Lima, em homenagem a um dos maiores e mais dedicados médico amapaense, o pioneiro Alberto Lima, falecido em 1986.
O projeto e a construção do HGM eram do engenheiro e escultor português Antônio Pereira da Costa – que foi responsável  também por outras importantes obras como a escola Barão do Rio Branco e as casas da Praça Barão e esculpiua imagem de São José (que fica na frente da cidade) e os bustos de Tiradentes (na Polícia Militar) e Coaracy Nunes (no aeroporto) e os leões do Fórum de Macapá (atual sede da OAB).

HGM-anos60Na frente do Hospital tinha uma pracinha que testemunhou o amor entre vários casais. Contam que namorados das enfermeiras ou das moças que estavam ali internadas “davam plantão” na pracinha para jogar beijos para suas amadas quando elas, de vez em quando, apareciam na janela

  • A demanda da sociedade, por saúde, exige muito mais que uma reforma. É preciso um novo hospital. Essa reforma é obra politica.

    • Verdade,Macapá já era p/ter outro centro hospitalar.A reforma no momento,já tá de bom tamanho.
      Infelismente hj neste país,tudo gira em torno da politica e pior é roubar e não fazer.

  • Ao ler esta manhã este estimavel espaço de comunicação e informação, me deparei com estas imagens que fazem parte de nossas recordações de mais uma das mais belas obra realizada pelo nosso amado Avô Antonio Pereira da Costa, obrigada amiga por fazer referencias a ele que muito contribuiu para o Desenvolvimento de nosso Estado, com suas inumeras obras aqui deixada, em nome da Familia Costa te agradeço mais este momento de emoção aqui deixada nestas linhas , beijos desta amiga Laninha

  • Obrigada amada e querida Amiga Alcineia Cavalcante,ao ler esta manhã esta rferencia de informações que é seu blog me deparei com este lindo artigo sobre a reforma do Hospital Alberto Lima no qual voce faz referencia colocada ao nosso amado e querido Avô Antonio Pereira da Costa, que tanto fez pelo nosso Estado do Amapá, com inumeras e valiosas obras de arte que é nossa Arquitetura Local, Obrigada amiga em nome da Familia Costa por este momento lindo em nossas vidas .Esperamos q

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *