Governo do Amapá e Consulado Português discutem construção de museu em Mazagão Velho

O governador do Amapá, Waldez Góes, recebeu na noite desta terça-feira,18, no Palácio do Setentrião, o vice-cônsul português na Amazônia, Francisco Brandão. O encontro foi acompanhado pelo secretário-adjunto das Cidades, José Carlos Marmitão.

Durante a conversa, a principal pauta foi o apoio do Consulado para a construção de um museu em Mazagão Velho, projeto que vem sendo desenhado desde 2006, após escavações e achados arqueológicos que contam a história da cidade. O projeto foi idealizado ainda nessa época durante os mandatos do então governador Waldez e o prefeito da cidade Carlos Marmitão, e agora está a um passo de ser oficializado.

Para a concretização desse projeto o governo busca a parceria com o Consulado Português, uma vez que a relação cultural do Amapá com Portugal é muito forte. O projeto para a construção de um museu que irá retratar a história de Mazagão velho, além de estreitar as relações culturais, irá fortalecer o turismo na cidade, e está sendo construído em parceria com a Universidade Federal do Amapá (Unifap), Secretaria de Estado das Cidades, Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Museu Joaquim Caetano, Fundação Palmares e Prefeitura de Mazagão.

Durante a visita do vice-cônsul, o governador Waldez, em um gesto cortês, entregou presentes a Brandão, como o livro “Mazagão: a cidade que atravessou o Atlântico”, de Laurem Vidal, que relata a trajetória da cidade, e um convite para a festa de São Tiago que acontece em Julho, em Mazagão Velho, destinados ao embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Dias Cabral.

Francisco Brandão também veio ao estado tratar sobre a viabilização de programas de intercâmbio nas áreas de educação e cultura, através da Unifap. Durante os dois dias que ficará no Amapá, vai visitar o município de Mazagão e pontos turísticos, como a Fortaleza de São José de Macapá.

(Secom/GEA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *