Leilão da ANP já arrecada R$ 1,7 bi

Da Folha Online

Leilão da ANP já arrecada R$ 1,7 bi com licitação de blocos de gás e petróleo

DENISE LUNA

LUCAS VETTORAZZO
DO RIO

A 11ª rodada de licitações da ANP (Agência Nacional de Petróleo), que ocorre nesta terça-feira (14), já arrecadou R$ 1,709 bilhão com blocos vendidos até as 13h.

Três bacias –Parnaíba, Amazonas e Barreirinhas– já foram licitadas e receberam compromissos de investimento de R$ 1,5 bilhão. Faltam ainda oito a serem ofertadas.

Segundo a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, até a venda da segunda bacia (Foz do Amazonas), o ágio médio das ofertas já atingia 832%.

Confirmando a expectativa dos analistas, a presença da Petrobras ainda não foi predominante. A estatal participou como minoritária em consórcio com outras petroleiras estrangeiras.

A Bacia do Parnaíba ofertou 20 áreas em terra e arrecadou R$ 61,3 milhões, com investimentos previstos de R$ 443,4 milhões. A grande vencedora foi a brasileira Petra Energia, que levou nove blocos na regão. A bacia tem potencial para descobertas de gás natural. Todas as áreas foram vendidas.

A Bacia da Foz do Amazonas localizada na costa do Amapá, região norte do país, totalizou ofertas de R$ 750,1 milhões, com previsão de investimento de R$ 1,5 bilhão. A região foi a que recebeu a maior oferta na história dos leilões da ANP, com lance de R$ 345,9 milhões, feito pelo consórcio formado pela francesa Total (40%), Petrobras (30%) e a britânica BP (30%).

O lance superou oferta ocorrida na nona rodada, em 2007, feita pela OGX, de Eike Batista, para uma área na Bacia Santos, por R$ 344 milhões. A bacia ofertou 97 blocos, dos quais 14 foram adquiridos e 83 não tiveram oferta. As grandes petroleiras se interessaram pelos ativos na região norte da área concedida pela ANP. O local fica próximo da Guiana Francesa, onde recentemente ocorreram importantes descobertas.

A Bacia de Barreirinhas arrecadou R$ 304 milhões e promessa de investimentos de R$ 364 milhões. Foram ofertados 26 blocos, dos quais 12 em águas rasas e 14 em águas profundas. A novidade da bacia foi a compra de quatro blocos pela estreante Chariot. A empresa originária de Guernesei, uma ilha no Canal da Mancha independente do Reino Unido, comprou quatro lotes por R$ 4,2 milhões.

As três bacias ofertadas nesta manhã têm 10 dos 23 setores que serão leiloados. Ao todo, os setores têm 289 blocos, totalizando 155,8 mil quilômetros. (Leia mais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *