No Senado Randolfe relata fraude na Estrada de Ferro do Amapá

Na tribuna do Senado Federal, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) repercutiu o entendimento do Ministério Público de seu estado de que houve fraude na transferência da Estrada de Ferro do Amapá. Segundo discorreu o senador, a concessão da ferrovia foi transferida da empresa Anglo-American para a Zamin Ferrous, que abandonou o Amapá sem efetuar o pagamento das indenizações trabalhistas.

O senador acrescentou que a transferência foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Amapá em um prazo curto, menos de quinze dias. A chamada Operação Caminhos do Ferro, segundo ele, também constatou que a Zamin Ferrous era um braço operativo da Anglo-American. O senador ainda espera manifestação do Governo do Amapá. “É fundamental que a denúncia  feita pelo Ministério Público do Estado, tenha uma decisão breve por parte da justiça do Amapá, para que haja cassação do processo da transferência do poder concedente da Estrada de Ferro do Amapá”, afirmou.

Randolfe ainda reforçou o pedido de anulação de Ato da Assembleia. “Que seja considerado nulo o Ato da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amapá n° 018-2013que concedeu a autorização para a transferência do controle acionário da empresa e ainda o restabelecimento da concessão do serviço de transporte de passageiros de cargas na ferrovia do Amapá nos termos firmados com o Estado do Amapá. A Anglo American proprietária com poder de exploração da estrada de ferro do Amapá”, finalizou.

(Com informações da Agência Senado)

  • A colocação do senador Randolfe está certa. A burla foi contra o povo. Então,que seja cumprida a Lei ,sem nenhum tipo de proteção a ninguém.O povo amapaense precisa de cada cadinho a ele devido.
    Deise Calado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *