Onde havia música agora só tem lixo

conservatori2Na área nobre de Macapá, defronte da Praça da Bandeira e a poucos metros do Palácio do Governo, Tribunal de Justiça e Ministério Público, está esta lixeira a céu aberto, onde proliferam ratos, cobras, baratas e mosquito da dengue.

O terreno é do governo do estado. Era nele que ficava a Escola de Música Walkíria Lima.  Em 2010, no finalzinho do governo Pedro Paulo o prédio foi demolido com a promessa de que um novo, maior e mais moderno, seria erguido no lugar. Pedro Paulo, o demolidor, preso na Operação Mãos Limpas não foi reeleito. Camilo Capiberibe foi o vitorioso.
escolademusicaAo assumir o governo,  Camilo Capiberibe disse que uma das suas prioridades era  reconstruir a escola. O novo prédio, com arquitetura moderna,  teria quatro pavimentos:  o térreo, destinado ao estacionamento e recepção; o 1º  para a área administrativa e de apoio pedagógico; os pavimentos 2 e 3 para  salas de aula e o 4º pavimento teria um auditório com capacidade para 322 pessoas sentadas e um palco para apresentação de até 60 artistas.
Até agora nenhum tijolo foi colocado.
E o terreno virou uma grande lixeira, uma grave  ameaça à saúde pública.

conservatori1

  • Estado sem futuro uma ova!
    Vão-se embora daqui, seu bando de aves agourentas.
    Hoje no jornal do meio-dia na TV Amapá foi anunciada a licitação para a reforma da Escola.
    Do jeito que o Governador Camilo está trabalhando, tenho certeza que muito em breve esse prédio será devolvido à comunidade artística de nossa terra.

  • O presidiário se ferrou, o que ganhou comprovou que pior a emenda que o soneto. Essa falta de políticos capazes de melhorar esse estado, leva a situações como essa. Estamos a mercê da falta de opções capazes. Nomes, temos demais, mas para resolverem seus próprios problemas. E de seu pares, claro. Nem direita, nem esquerda. Apenas feras à espreita de uma oportunidade de se darem bem.
    E digo sempre: esse é um estado sem futuro.

  • E se a harmonia voltar vai derrubar mais prédios. Abram o olho! Já viram como está a praça da orla? A empresa que começou a esburacar e a quebrar deixou no estado em que se encontra e já faz mais de 4 anos. Por que não reformaram a escola de musica e a praça, isso eu não sei. Vc sabe?

  • Bom dia Alcinéa,
    É lamentável o estado em que se encontra o lote onde um dia funcionou a Walquíria Lima, ou mesmo o “Conservatório”.
    A casa ao lado, é de minha sogra e, minha mulher e suas irmãs, tiverem o privilégio de estudar lá.
    Dos tempos áureos de música, teatro e poesia, resta apenas o lixo, matagal e ratos.
    A vizinhança sofre com os ratos que tomaram conta do lugar.
    Baratas e outros insetos de menor porte também aterrorizam o lugar.
    Outro ponto que vem tornando o lugar deplorável, é a utilização das dependências como banheiro público.
    Já está, inclusive, institucionalizada uma boca-de-fumo por lá.
    A praça da bandeira transformou-se em local de uso, e os traficantes comercializam a droga no lote da escola de música.
    Realmente é triste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *