Boato sobre Ebola gera pânico em Macapá

De repente no fim da tarde de hoje espalhou-se nas redes sociais que uma mulher, que chegou em Macapá por volta das 14h vinda do Haiti, tinha dado entrada no Hospital de Emergências com sintomas do vírus Ebola.
O boato saiu das redes sociais e se espalhou pela cidade feito rastilho de pólvora.
E cada um que contava o caso aumentava mais um pouquinho.
“O caso é tão grave que as autoridades de saúde  de São Paulo proibiram  o desembarque dela lá”, diziam uns. “Proibiram também em Brasília e em Belo Horizonte”, acrescentavam outros.
“E agora, meu Deus do céu? O Amapá não tem estrutura para combater o ebola”. Foi uma das frases mais lidas nas redes sociais e ouvidas em todo canto da cidade.
Quem está fora de Macapá, passando o feriadão em outros estados, já avisou que não volta tão cedo.

Apesar do pânico, o Governo – lento como sempre – não se manifestou até agora sobre o assunto.

De acordo com fontes do Hospital de Emergência, a mulher não veio do Haiti (E no Haiti nem há surto de Ebola). Ela mora em São Paulo e veio passar o feriadão em Macapá. Não apresenta sintomas de ter contraído o Ebola. Está sendo medicada e passando por exames. Há suspeita de que se trate  de pneumonia.

  • Eu.estava.assistindo.o.canal08,me.parece.ser.da.RECORD,quando.a.apresentadora.deste.jornal.telisivo.deu.esta.noticia.Tomei.um.baita,susto.e.comecei.a.passar.informações.no.ZAP.Logo.em.seguida.me.disseram.se.tratar.de.pneumonia,dai.o.alivio.Falta.de.profissionalismo.desses.comunicadores.de.noticiarios,jornalistas.

  • Muita coincidência esse boato sobre ebola na mesma semana q veio ‘a tona o contrato milionário e a divulgação de um belo salário. Acorda, povo!

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *