Prefeitura intensifica programas de incentivo à leitura

O município de Macapá tem 33 mil alunos matriculados, de acordo com o censo escolar 2013. Os números de 2014 serão fechados até a próxima semana. Em todas as escolas, projetos ou programas de incentivos à leitura são implantados pela prefeitura, com inovações de métodos e novas parcerias. Ao todo, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) trabalha com 13 frentes de incentivo à leitura: Caravana da Educação, Programa Mais Educação, Arca das Letras, Expedição Vagalume, Macapá Município Alfabetizado, Mais Cultura, Proler, Correção de Fluxo, Trilhas, Escolas de Leitores, Olimpíadas da Língua Portuguesa, Mais Cultura e o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic).

“Nosso objetivo é garantir o acesso ao livro e à leitura, a formação de mediadores de leitura e, principalmente, dar apoio a todas as iniciativas e ações voltadas para o incentivo à leitura, além de promover uma grande mobilização a esse favor, fazendo com que novos espaços de leituras sejam criados”, declarou a titular da Semed, Antônia Andrade.

E para contemplar o tema e levar a importância da prática da leitura, não somente para a vida estudantil como também para o dia-a-dia do aluno na formação de uma conduta cidadã, a Semed apresentará no seu desfile cívico do dia 13 de setembro de 2014 o tema “Escola de Leitores – formando leitores cidadãos para uma Macapá melhor”.

Os projetos estão a todo vapor nas escolas municipais, a exemplo da sala de leitura “A turma do sítio no meio do mundo”, que funciona na Escola Municipal Josafá Aires da Costa, zona Norte da cidade. Alunos do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) têm mais de duas mil publicações à disposição, além da biblioteca e sala de informática como métodos voltados ao incentivo à leitura.

(Ariane Lopes/Asscom Semed)

  • Projetos que devem ser elogiados e incentivados. Projetos que devem ser implementados também pelos prefeitos dos outros municipios. A leitura abre os horizontes e ocupa a mente de crianças, jovens e idosos. Projetos como esses recebem apoio nacional, inclusive com os livros. Basta força de vontade dos outros prefeitos. Em Cutias, na época da gestão do Dr Paulo Albuquerque foi criada uma biblioteca publica. Fiz doação de periodicos para a referida e foram bem recebidos. Se alguém souber dizer que a biblioteca ainda esta em atividade, diga-nos, p favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *