Unifap – Capes aprova mestrados em Educação e Ciências Ambientais

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) ganhará mais dois novos mestrados. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou duas propostas de novos cursos de pós-graduação stricto sensu: Programa de Pós-graduação em Educação  (Mestrado) e Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais (Mestrado). O resultado foi divulgado ontem (5) e, com a aprovação, a Instituição ofertará três novos mestrados em 2017.

O Mestrado em Educação ofertará 18 vagas e possui uma área de concentração  designada “Educação, Políticas e Culturas”, distribuída em duas linhas de pesquisa: “Educação, Culturas e Diversidades” e “Políticas Educacionais”. O quadro docente será formado por 14 professores, doutores em Educação, com experiência acumulada em pesquisa e pós-graduação.

O Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais (Mestrado) possuirá um quadro docente composto por 20 doutores em diferentes áreas do conhecimento, tendo em vista a característica interdisciplinar do mestrado. Com uma área de concentração chamada de “Ciências Ambientais da Amazônia”, o curso terá duas linhas de pesquisa: “ Gestão, Tecnologia e Inovação Ambiental” e “Recursos Naturais e Sistemas Ecológicos”. A previsão é que sejam ofertadas cerca de 20 vagas.

Os dois programas de pós-graduação terão docentes e pesquisadores de outras instituições de ensino e pesquisa, como a Universidade do Estado do Amapá (Ueap),  Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa), Universidade Federal do Pará (UFPA) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Os processos seletivos deverão ocorrer ainda no primeiro semestre de 2017 e novas informações poderão ser obtidas a partir de fevereiro no site da Unifap.

Novo mestrado – No final 2016, a Capes aprovou o Mestrado Profissional em Estudos de Fronteira, cujo processo seletivo para a formação da primeira turma iniciou na última segunda-feira (3).

“A Unifap contará, portanto, com três novos mestrados em 2017 que, somados aos Programas de Pós-Graduação stricto sensu em Desenvolvimento Regional (Mestrado), Biodiversidade Tropical (Mestrado e Doutorado), Ciências da Saúde (Mestrado), Ciências Farmacêuticas (Mestrado), Ensino de Matemática (Mestrado Profissional), Ensino de História (Mestrado Profissional), Inovação Farmacêutica (Doutorado) e Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal – Bionorte (Doutorado), ampliarão as pesquisas nas respectivas áreas e, por conseguinte,  o desenvolvimento socioeconômico de nossa região”, finalizou Helena Simões.

(Texto: Jacqueline Araújo, da Assessoria Especial da Reitoria – Unifap)

  • Alcinéia, como faço para saber se as vagas para mestrado 2017,terão vagas para aluno especial?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *