Abraji lança curso para monitoramento e investigação de conteúdos digitais

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) lançou ontem, 9,  o curso on-line Monitoramento e investigação de conteúdos digitais. O programa de treinamento, voltado a profissionais de comunicação, visa a monitorar temas, personagens e plataformas digitais, além de investigar conteúdos produzidos pela audiência ou conteúdos suspeitos que disseminam desinformação nas redes sociais ou por aplicativos de mensagem. O programa é gratuito graças ao apoio do Google News Initiative.

O curso está baseado em quatro eixos, que procuram cobrir os aspectos principais do trabalho de investigação de conteúdos digitais: Desinformação, Monitoramento, Verificação e Narrativas.

Participam do programa como instrutores os seguintes jornalistas: Claire Wardle (First Draft), Patrícia Campos Mello (Folha de S.Paulo), Daniel Bramatti (Estadão Verifica), Taís Seibt (Fiquem Sabendo), Ana Carolina Moreno (TV Globo), José Antonio Lima e Hélio Miguel Filho (Projeto Comprova), Cido Coelho (SBT), Luisa Alcantara e Silva (Folha de S.Paulo) e Alessandra Monnerat (Estadão Verifica). A coordenação é de Sérgio Lüdtke, editor do Projeto Comprova e coordenador de cursos da Abraji.

Destinado a jornalistas e estudantes de jornalismo, o curso será realizado em três semanas, no período de 5 a 23.jul.2021, com aulas assíncronas e uma carga horária total de 22,5 horas/aula. O curso terá também 5 sessões on-line para esclarecimento de dúvidas diretamente com instrutores. Os alunos que cumprirem todas as etapas no prazo receberão certificados de participação.

“A habilidade de identificar e avaliar a informação distribuída nas redes digitais é fundamental para os jornalistas contemporâneos, sobretudo quando a desinformação é usada como ferramenta de propaganda política, e governantes usam as redes sociais para evitar a mediação da imprensa ao se comunicar com os cidadãos”, afirma Marcelo Träsel, presidente da Abraji.

Marco Túlio Pires, diretor do Google News Lab no Brasil, disse que “a Abraji vem aperfeiçoando a checagem de fatos como método e produto essencial na dieta informacional de brasileiros e brasileiras. Um dos principais objetivos do Google News Initiative é elevar o jornalismo de qualidade. Esse treinamento vai permitir que uma nova geração de jornalistas e redações possam melhorar ainda mais seu conteúdo, contribuindo para qualificar o debate em volta das principais questões da sociedade.”

As inscrições podem ser feitas por este formulário  até o dia 30 de junho.

A coordenação do curso fará duas apresentações abertas de divulgação do programa para redações, profissionais e escolas de jornalismo, apresentando a estrutura do curso e a importância de se incorporar as técnicas de verificação e monitoramento na rotina diária das redações. As agendas ocorrerão nos dias 16.jun.2021, às 11h, e 23.jun.2021, às 14h. Cada sessão pode receber até 250 pessoas, e não há necessidade de inscrição prévia.

(Fonte: Abraji)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *