Retrato em branco-e-preto

A foto é do arquivo do João Lázaro.
Mostra o jornalista e escritor Hélio Penafort, no final dos anos 60,  entrevistando Renato Viana na Rádio Educadora.
Presta atenção no gravador. Era daqueles imensos com enormes rolos  de fita.

  • Caramba, que saudade! Lembro do Hélio e desse gravador, foram inúmeras e históricas matérias registradas nele, pelo Héliio. Não sei se alguém guardou as reportagens, pois, saber que elas se perderam, com a poeira do tempo, é profundamente lamentável.
    O Hélio Pennafort foi um mestre de muitos jornalistas da minha geração. Assim, como foram José Maria de Barros, Zeca Banhos e outros, com quem a minha vida deu-me oportunidade de aprender as minhas primeiras lições de jornalismo.
    Néa, um abração.

  • Vi essa foto e me deu uma saudade imensa do Hélio, do jeito tranquilo de viver e daqueles textos pitorescos. Tive a sorte de trabalhar com ele e aprender, entre um gole e outro de vinho, coisas interessantes sobre a vida que não estão nos livros de faculdade e que ficam para sempre guardadinhas dentro de nós, esperando a hora de passar em frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *