Coisa de mané

Ainda tem muita gente em Macapá que adoooooora queimar lixo na frente da casa e no quintal à tardinha.
E isso no centro da cidade e em bairros de classe média.
Prefeitura e órgãos de meio ambiente deveriam multar.
Né não?

  • Outro crime ambiental que faz parte da cultura local: sequestrar animais silvestres da natureza para mantê-los em casa como animal de estimação. Papagaios são os mais comuns. Eu gostaria de ter um papagaio em casa, mas não tenho coragem de fazer isso.
    .

  • Com essa desculpa que ”É Cultural” continuam a fazer coisas que já estão comprovadas que não fazem bem a nós, aos nossos semelhantes e ao Planeta Terra. Nossa Pélora Azulada.

    • EU disse que é cultural, mas as pessoas que fazem isso não tem a mínima noção dos malefícios que causam à natureza e o incômodo que promovem aos vizinhos. Eu jamais faria isso, apesar cheiro das folhas queimadas estar impregnado nas lembranças da minha infância. Mesmo porque essas mesmas folhas agem como nutrientes para o solo.

  • É uma prática que vem do interior, das pequenas aldeias onde se varre as folhas caídas no chão, e as queima para “espantar os carapanã”…
    Só que na cidade o povo queima garrafa pet, saco plástico, pneu, etc…
    É só dar uma volta pela cidade em torno das 18:00h e observar a nuvem cancerígena que a cultura cabocla produz na cidade;

  • É cultura. Confesso que aquele cheirinho de folhas queimadas está impregnado na minha mente. Lembranças da minha infância, quando minha avó tinha a mesma prática no quintal da sua casa, na Baixada da Mucura. Hoje já não se aplica. Mas deixou saudades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *