Macapá contra a dengue

O prefeito Clécio Luís assinou um Termo de Cooperação contra a dengue na capital amapaense, juntamente com representantes de órgãos estaduais e de iniciativa privada, nesta segunda-feira, 8. Intitulada “Projeto Macapá contra a Dengue”, a medida faz parte do Plano Emergencial dos 100 dias da gestão municipal e visa reduzir o índice da doença e levantar o número correto de notificações, através da união de forças do poder público de todas as esferas.

“Projeto Macapá contra a Dengue”
A ação segue o modelo proposto pelo Ministério da Saúde (MS), da Campanha Nacional que tem o como tema “Todos Contra a Dengue”. Além do combate, a Prefeitura de Macapá (PMM), por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), trabalha numa proposta de conscientização envolvendo palestras, caminhadas, apresentações teatrais, dentre outras atividades, a ser realizada em todas as escolas da Rede Municipal.

De acordo com o coordenador municipal de Vigilância de Saúde, Paulo Fabrício Ramos, uma das causas da situação alarmante é a falta de dados concretos dos números da dengue no Amapá. Segundo ele, de janeiro a abril foram contabilizados somente 250 casos de dengue na capital amapaense. Por isso, a adesão de parceiros será fundamental para o avanço no aumento dos indicadores e combate à doença.

Ele explicou que Macapá possui níveis de infestação acima do preconizado pelo Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), Ministério da Saúde, o que dificulta o combate. Conforme Fabrício, os cidadãos que adoecem de dengue procuram hospitais estaduais e particulares, além de Unidades Básicas e Saúde (UBS’s). E depois de recuperados, não fazem o exame final, o que diminui as notificações que servem como dados para o Lira. Ele disse ainda que cerca de 80 milhões de pessoas são infectadas pela dengue anualmente no mundo.

Dengue Móvel
O “Projeto Macapá contra a Dengue” também treinará funcionários de empresas privadas e servidores de órgãos públicos, para que eles esclareçam sobre como prevenir e combater a doença. Além da campanha de conscientização nas escolas, a ação contará com um caminhão, para fazer a troca de entulhos residenciais por brindes, denominado “Dengue Móvel”.

Instituições envolvidas
Assinaram o termo os representantes da Universidade Federal do Amapá (Unifap); Faculdade do Amapá (Famap); Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) Faculdade de Macapá (Fama); Batalhão Ambiental; 34º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) do Exército Brasileiro; Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá (Fecomércio), Juizado Especial da Zona Norte; Ministério Público Estadual (MPE/AP); Secretarias de Estado da Saúde (Sesa) e Educação (Seed); Secretarias municipais de Saúde (Semsa), Manutenção Urbanística (Semur) e Educação (Semed).

(Asscom/Prefeitura de Macapá)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *