PF deflagra Operação Limos em Macapá

Desde as primeiras horas da manhã a Polícia Federal cumpre em Macapá 3 mandados de prisão, 14 de busca e apreensão e 6 de condução coercitiva.
Entre os presos ou conduzidos coercitivamente estão dois secretários municipais.
A Operação da PF visa desarticular uma quadrilha que fraudava o cadastro de benefícios do Programa Bolsa Família. Estima-se que algo em torno de mil famílias pessoas foram inseridas de forma ilegal no Programa, o que representa cerca de R$ 2 milhões que deixavam de ir para quem realmente precisa.
De acordo com a PF o esquema criminoso consistia no direcionamento de pessoas por meio da distribuição de “papéis” com carimbos e assinaturas dos integrantes quadrilha e estes “documentos” funcionavam como “senhas” para que “certas” pessoas (famílias) fossem cadastradas e, posteriormente, inseridas no sistema do Programa Bolsa Família em Macapá–AP de forma indevida e/ou ilegal. Com os “carimbos/senhas” em mãos as “pessoas escolhidas” eram direcionadas para os órgãos de atendimentos, sem que, contudo, precisassem passar por qualquer espécie de fiscalização e/ou controle, conforme determinado por lei, bem como eram dispensadas dos preenchimentos dos formulários obrigatórios estabelecidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

As investigações começaram em outubro do ano passado. Mas em setembro, durante a campanha eleitoral a PF recebeu denúncia dando conta que  a Prefeitura estaria  fazendo cadastros de futuros beneficiários do programa bolsa família, como forma de “comprar” votos e deu uma batida na sub-prefeitura da zona norte. De lá levou documentos e conduziu coercitivamente alguns servidores para prestarem depoimentos, entre eles o o coordenador da bolsa família da zona norte, Alessandro Colares.

O prefeito Clécio Luís disse agora há pouco que todos os servidores e os dois secretários citados, presos ou conduzidos coercitivamente serão afastados dos cargos e funções imediatamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *