Quando a história vira lixo

Esta casa, de bela arquitetura, hoje só existe em fotografia. Foi demolida em abril de 2014 pelo governo do Estado.
Situada na avenida Cora de Carvalho, defronte do Conselho Estadual de Cultura,  ela contava parte da história do Amapá e da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).
Foi construída há mais de meio século para abrigar diretores da empresa.
A casa não apresentava problemas, não tinha risco de cair, não se sabe por quê nem pra que foi demolida. Passados cinco anos da demolição nada foi feito no lugar. O terreno abandonado serve de lixeira, esconderijo de meliantes e criadouro de mosquito da dengue.
Passei ontem por lá e fiz essas fotos. Confiram:

O Governo pagou na época mais de R$ 28 mil para transformar a história em lixo
Vale lembrar que o Conselho Estadual de Cultura levantou a possibilidade de incorporar a casa ao seu patrimônio e ali fazer um espaço cultural para exposição de artes plásticas, biblioteca, saraus. Os conselheiros naquela época temiam que um dia alguém tivesse a infeliz ideia de derrubar a casa. Mas não tiveram tempo de avançar nas discussões pois foram destituídos pelo governador da época porque eram indicados pelo governo anterior.

  • Faça uma reportagem sobre a subprefeitura da zona norte que foi inaugurada no pro euro mandato do prefeito e agora está abandonada

  • Esse é o Amapá que vivemos, comandado por políticos lunáticos, sem futuro, à deriva.
    Como diria o Comendador Mário Sobral: Valha-nos quem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *