Shopping Popular: expectativa de inauguração anima vizinhança

A esquina da rua São José com a avenida Rio Maracá, no centro da cidade, já foi cenário de muitas histórias. O local que abrigou a Feira do Caranguejo, nasceu após os feirantes serem transferidos da antiga Doca, ao lado da Fortaleza de São José de Macapá. O entorno onde hoje está sendo construído o  Shopping Popular, carrega a herança de um povo trabalhador e lembranças que remetem ao Centro Comercial nascido em meio a palafitas e ruas alagadas.

José Maria Botelho (foto), engenheiro agrônomo e empresário, é um dos vizinhos do local e relembra a transformação do espaço ao longo dos anos. Seu Zé, como é conhecido na redondeza, trabalha há 25 anos na esquina do novo Shopping Popular. Todo esse tempo foi mais que suficiente para construir histórias e lembranças do local onde, em breve, vai inaugurar um importante estabelecimento para Macapá.

“O espaço era formado por palafita e não existia a rua em frente à Fortaleza. Era tudo abandonado e com a chegada de novos empreendimentos na região, essa realidade mudou”, detalha.

“Esse espaço sempre foi um lugar de grandes batalhas. Os feirantes que trabalham até hoje ao redor do espaço do Shopping Popular criaram seus filhos e netos neste lugar”, completa o morador.

Entre os causos mais antigos, seu Zé relembra um momento de fé. “Um feirante veio vender seus produtos aqui e quando terminou, foi embora em um barquinho à vela que ele tinha. No rio, perto da Pedra do Guindaste, o mau tempo veio e a onda cobriu a embarcação levando o saco em que ele guardava o dinheiro”, disse. “Ele pediu ao santo que se ficasse tudo bem, daria à igreja todo o dinheiro que ganhou naquele dia. Após o pedido, uma onda levou o saco de dinheiro de volta para cima do barco”, completa.

Na expectativa para a inauguração, ele conta que acompanha desde o nascimento o projeto do Shopping Popular, e que acredita que o novo espaço trará mais oportunidades para os trabalhadores. “Após muito tempo a obra será entregue à população e aos empreendedores que sempre trabalharam no entorno. São eles que impulsionam a economia e o novo espaço contribuirá para o fomento de nosso comércio”.

Obra
A obra do Shopping Popular é um investimento à economia popular e incentivo aos microempreendedores. O local será ocupado pelos trabalhadores da Feira do Caranguejo e do Feirão Popular da Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no centro da cidade.

A obra foi executada pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob) e custou R$ 3.982.125,27. O recurso foi destinado através de emenda parlamentar do senador Davi Alcolumbre (DEM/AP).

O prédio é dividido em dois andares, terá 114 unidades comerciais internas, 20 unidades externas, dois quiosques institucionais, duas áreas de serviço e plataforma de acessibilidade. No andar superior estão sete unidades comerciais, praça de alimentação, e dezesseis banheiros, sendo oito masculinos, sete femininos e um para pessoas com deficiência.

(Lucas Costa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *