Nota triste – Morre o professor Edésio Lobato

Ícone do magistério amapaense, professor de matemática de várias gerações, ex-atleta,amante do esporte e do carnaval,  faleceu na manhã de hoje o professor Edésio Lobato, 79 anos.
O velório será a partir das 16h na Capela Center Pax (Av. Mendonça Furtado). O sepultamento será amanhã, as 11h.
Edésio  nasceu no Pará em dia 24 de outubro de 1936, mas veio para o Amapá ainda criança, com 10 anos de idade, e tornou-se amapaense de coração.
Em nota, o Instituto Memorial Amapá ressalta que o professor “foi um dos mais legítimos amapaenses e um dos baluartes na educação do Amapá. Com uma carreira brilhante de professor, ele deu aulas para os estudantes das séries iniciais do Colégio Amapaense por um longo período. Demonstrando espírito de solidariedade, ele também preparou, sem cobrar nada em troca, estudantes pobres para o exame de admissão, vigente na época. Foi professor dedicado até os dias de hoje. O pátio de sua casa foi transformado em sala de aula, onde o professor Edésio ministrava conhecimento para uma legião de estudantes.”

0edesio1Grande craque, Edésio fez parte da Seleção Amapaense de Futebol. Esta foto é de 1966

edesio-2015No carnaval deste ano, Edésio com o ex-aluno e jornalista Elton Tavares. “Edésio multiplicou amigos, adicionou admiradores, subtraiu tristezas e dividiu alegrias. Sim, ele era um cara pai d’égua”, disse o ex-aluno.

  • Concluindo, o prof. Edésio, como esportista, foi jogador, salvo engano, do Latitude Zero, Trem e encerrou sua carreira no Macapá, do qual foi presidente (período que o Macapá foi campeão do Copão da Amazônia). Esteve uma temporada (década de 60) no Sport Recife. torcedor fanático do Payssandú e do Vasco da Gama.
    No carnaval fez parte do grupo de amigos que, na época da ditadura, criou “A BANDA” , junto com seu compadre prof.. Savino e outros, em afrontamento as determinações do governo militar, à época, vigente.
    Admirador fanático e da Boêmios do Laguinho, a qual participou de diversos desfiles defendo as cores da sua agremiação do coração.
    .

  • Além informações acima, no Colégio Amapaense foi,também, professor de Matemática do antigo 2º grau, foi vice diretor e diretor do IETA, diretor do Colégio Amapaense e do Azevedo Costa; bem como professor do antigo CCA, Alexandre Vaz Tavares e outros colégios tradicionais do Amapá.
    Grande parte dos amapaenses, desde a década de 60 foram alunos do Prof. Edésio e, como eu, são agradecidos pela sua simplicidade e dedicação com a qual transmitia ensinamentos aos seus alunos.
    Obrigado, professor, por tudo que demonstrou a seus alunos, à época, como eu, adolescentes.
    Que descanse em paz e que Deus dê conforto a sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *