Nota triste – Morreu hoje o desembargador aposentado Manoel Brito

Morreu hoje, no inicio da noite no Hospital São Camilo, o desembargador aposentado Manoel Brito, aos 69 anos de idade. Ele estava internado desde sábado quando foi submetido a uma cirurgia de urgência.
Manoel Brito – também conhecido como Manelão – foi professor de Educação Física na escola Antônio João no final dos anos 1960 e inicio dos anos 1970. Depois cursou Direito e em 1991 ingressou no Ministério Público aprovado no primeiro concurso para promotor. No ano seguinte foi nomeado procurador de Justiça. Em 1993 foi nomeado Procurador-Geral de Justiça (biênio 1993-1995)   e reconduzido para o biênio seguinte (1995-1997). Foi presidente dp Tribunal Regional Eleitoral no biênio 2017-2019.
Em 2015 tornou-se desembargador do Tribunal de Justiça do Amapá. Em janeiro deste ano, 2021,  foi aposentado.

Conheci Manelão na época que ele professor. Naquele tempo era comum familiares se reunirem, alugarem um ônibus ou caminhão para fazer piquenique em Fazendinha. Na época Fazendinha era considerada tão longe, a estrada não era asfaltada e não havia linha de ônibus para lá.
Minha mãe, a professora Delzuite Cavalcante, trabalhava na escola Coaracy Nunes. Um grupo de professores dessa escola se juntava a um grupo da escola Antônio João para fazer o piquenique. Faziam a coleta para pagar o aluguel do ônibus ou caminhão e cada família era responsável para levar alguma coisa para o lanche e almoço. Faziam reuniões para decidir quem levaria o que. Sim, eram farofeiros. Mas é que nessa época não existiam restaurantes em Fazendinha.
Olha, era uma festa esses piqueniques. O dia inteiro de alegria, de correr na areia e de nadar,  tomar muito banho  (a água de lá ainda não era imprópria para banho).
No ônibus ou caminhão tanto na ida como na volta se ia cantando, rindo, sendo verdadeiramente feliz.

Adeus, Manelão. Descansa em paz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.