Quem pulou desse trampolim?

1968-033-Macapá-Piscina125Piscina Territorial – 1968

Naquele tempo as manhãs de domingo eram super animadas na Piscina Territorial com os chamados “banhos livres”. Os rapazes considerados “bambambãs” aproveitavam para fazer piruetas no ar pulando do trampolim mais alto. E com essas piruetas conquistavam corações. O salto mortal acabava virando um salto direto no coração das gatinhas. E muitos namoros – alguns evoluíram para casamento – começaram ali nas manhãs ensolaradas de domingo.
Ah, poucas mulheres se atreviam a pular do trampolim. Bom mesmo era ficar lá embaixo de olhos pregados nos meninos.
Você frequentava a piscina? Conta pra nós o que você viu, o que você lembra, o que você sabe daqueles domingos.

  • Estou muitos anos fora de Macapá pergunto a Alcinéia ainda existe a Piscina Territorial?

  • Era meu sonho, mas o vigilante não deixava. Certa vez, a molecada da Coaracy Nunes e adjacências (eu, os filhos da dona Corina, Augusto Cardoso, Guanancy Juarez e talvez os filhos do seu Guedes) invadiu a piscina do Círculo Militar. O segurança “seu” Nelson nos expulsou com seu cacetete inseparável. Acho que foi uma das raras vezes que tomei banho de piscina em um clube.

  • Eu pulei! Tipo bombinha do primeiro estágio. Pulei uma única vez de cabeça… me lasqueiiii! Pulei errado e me lembro até hoje!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *