“Eu Não Ando Só” – Álbum de Sabrina Zahara será lançado hoje

Com lançamento marcado para as 20 horas deste domingo,9,  nas principais plataformas de streaming musical e no site pororocasound.com.br, Sabrina Zahara abre caminhos para o álbum “Eu Não Ando Só”, a Amazônia cantada na voz feminina que sincretiza festas, cores, emoções e muitas histórias.

O disco “Eu Não Ando Só” começou a ser pensado em 2018 com apoio dos músicos Cléverson Baía e Paulo Bastos. Foi engavetado até ser adotado em 2021 pela Pororoca Sound e Natura Musical. Aí eu pude dar continuidade ao projeto sob a direção e produção musical de Hian Moreira que segurou nas minhas mãos para concluirmos esse trabalho com fluidez e serenidade,revela Zahara.

Oito faixas formam este álbum, sendo cinco canções de autoria compartilhada com Cléverson Baía e Paulo Bastos (AP), e Eduardo Branco (AM). O disco também traz músicas do cantor e compositor piauiense, Vavá Ribeiro e dos conterrâneos, Aline Castro, Joãozinho Gomes e Zé Miguel que juntos somam um discurso pulsante de afirmação amazônida.

O álbum reúne histórias cantadas pela voz feminina, onde a mulher é quem dá as cartas do jogo.“Nessas letras eu canto a Amazônia e meu amor por essa terra. Nasci paulistana, mas ao crescer no Amapá descobri raízes ancestrais que hoje florescem em cores e sons harmonizados que revelam a diversidade, a identidade e a natureza festiva do nosso povo. Sempre procurei beber de todos os estilos musicais que nos dizem algo e que nos tocam a alma, assim minha linha musical está em constante mutação, no entanto, posso descrever meus alicerces a partir da Música Popular Brasileira com influências muito claras de Maria Bethânia, Os Tincoãs, Xênia França e Luedji Luna, algumas vozes que me guiam nessa celebração da existência e na resistência para seguirmos em tempos tão adversos”, é o que nos conta Sabrina Zahara quando interrogada sobre suas as influências musicais.

Pororoca Sound foi selecionado pelo programa Natura Musical, através do Edital 2020, ao lado de nomes como Linn da Quebrada, Bia Ferreira, Juçara Marçal, Kunumi MC, Rico Dalasam. Ao longo de 16 anos, Natura Musical já ofereceu recursos para mais de 140 projetos no âmbito nacional, como Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Jards Macalé e Elza Soares.

“Natura Musical sempre acreditou na força da música para mobilizar as pessoas. Para refletir esse propósito e dar espaço à diferentes vozes, a plataforma apoia artistas, bandas e projetos de fomento à cena capazes de amplificar debates como a diversidade, a sustentabilidade e o impacto positivo nasociedade”, afirma Fernanda Paiva, Headof Global Cultural Branding.

(Texto: Paulo Rocha)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.