Aos 80 anos, morreu hoje o matador de Che Guevara

Morreu hoje, aos 80 anos, o militar boliviano Mario Terán Salazar. Foi ele que matou  Che Guevara em outubro de 1967, crivando-o de balas.
Teran morreu no inicio da madrugada num hospital em Santa Cruz de la Sierra (norte da Bolívia) onde tratava-se de câncer na próstata.
Quando matou Guevara, Teran disse que foi o pior momento de sua vida. “Vi o ‘Che’ grande, muito grande, enorme. Seus olhos brilhavam intensamente. Sentia que se jogava em cima de mim e quando me olhou fixamente, tive um enjoo. Pensei que com um movimento rápido, o ‘Che’ poderia tirar minha arma. ‘Fique sereno – me disse – e mire bem! Vai matar um homem!’ Então, dei um passo para trás, até a soleira da porta, fechei os olhos e atirei”, contou na época.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.