Bombas e repressão contra os parentes

A marcha, que seguia pacífica até o Congresso Nacional,  foi recebida com bombas de gás lacrimogêneo atacando mais uma vez os povos indígenas do Brasil.

4 indígenas foram detidos e a mobilização segue no gramado do congresso até que os parentes detidos sejam liberados. As mulheres estão em vigília e a PM continua atacando a manifestação enviando bombas até mesmo no carro de som.

(Texto e foto: Conselho Indigenista Missionário – Cimi)

  • É triste se constatar o desrespeito, desse (des)governo, com aqueles que representam a “essência” do povo brasileiro, do qual, com orgulho, faço parte.
    Como nortista, cujos antepassados se originam na miscigenação das diversas etnias que povoam a Amazônia, considero degradante que alguns (ir)responsáveis agridam a memória e o orgulho de nós brasileiros.
    Por “tudo” isso que apoio a Greve Geral que, depois de cem anos, volta a ocorrer no Brasil.
    Li, em uma matéria, recentemente, o pensamento de uma Professora Aposentada dizendo que não tinha mais idade de participar de manifestação de rua. Entretanto a sua participação correspondia a demonstração, silenciosa, que possui a mesma força do grito daqueles que irão as ruas. Para isso basta que, no dia 28.04, só faça aquilo que seja emergencial, o que pode ser deixado para depois, não faça.
    Se tiver que comprar algum item, no supermercado ou no açougue, compre hoje ou amanhã. NÃO VÁ ao Supermercado ou Açougue.
    NÃO VÁ a Shopping nem a praça de alimentação.
    NÃO VÁ ao Comércio e/ou a Farmácia.
    NÃO VÁ a nenhum estabelecimento de diversão (cinema, bar e outros).
    RESUMINDO: NÃO FAÇA NADA!!!! POIS PARANDO A ECONOMIA, ESTARÁS GRITANDO, EM SILÊNCIO, QUE
    O BRASIL É DO POVO BRASILEIRO, ONDE O “ESTADO DE DIREITO” É BASILAR A DEMOCRACIA E CUJA MANUTENÇÃO É DEPENDENTE DA VONTADE DO POVO, ATRAVÉS DO VOTO DE CADA UM DE NÓS BRASILEIROS. NÃO sendo, portanto, a vontade prepotente de poucos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *