É do Amapá o candidato do PSOL a presidente da República

Do G1, em Brasília
01/12/2013 22h36 – Atualizado em 01/12/2013 22h37

PSOL escolhe Randolfe Rodrigues para disputar eleições presidenciais

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) foi escolhido neste domingo (1º) pelo seu partido para disputar as eleições presidências de 2014. Ele criticou as candidaturas apresentadas até o momento para concorrer ao pleito do próximo ano e disse que buscará aliança com outros partidos de esquerda, como PSTU e PCB.

Randolfe concorreu à indicação com a ex-deputada do Rio Grande do Sul, Luciana Genro. O nome do senador foi escolhido durante o 4º Congresso Nacional do PSOL, que ocorreu em Brasília.

As convenções partidárias que divulgarão oficialmente os candidatos só poderão ocorrer a partir de 10 em junho, conforme decisão do Tribunal Superior Eleitoral. Somente a partir dessa data, portanto, Randolfe poderá ser considerado pré-candidato às eleições.

O senador criticou os prováveis candidatos que disputarão o pleito do ano que vem, como a presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) e a ex-ministra Marina Silva (PSB). Para Randolfe, esses nomes não trazem mudança ao modelo político atual.

“Esse modelo não teve mudança, não teve ruptura desde o final da ditadura militar. É um modelo que mantém um padrão de desenvolvimento econômico, que tem levado ao país a não ter crescimento. Que tem mantido o nosso país como a 95ª nação do planeta no ranking da Unesco”, afirmou o senador após congresso do PSOL.

Ainda de acordo com Randolfe, o PSOL pretende “abrir diálogo” com outras legendas da esquerda, como PSTU e PCB, e com movimentos sociais, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

“Vamos começar a construir uma agenda e um programa de governo, envolvendo o partido e envolvendo esses setores sociais”, afirmou o futuro candidato.

O PSOL também escolheu Luiz Araújo como novo presidente nacional do partido. Ele é professor da Universidade de Brasília (UnB) e assessor de Randolfe Rodrigues no Senado.

  • Representa as vozes de Junho uma política alternativa,acredito em Randolfe não só para marcar posição e sim como forte candidato.

  • É uma boa notícia. Para satisfazer o ego do amapaense é excelente. Mas não devemos esquecer que existem os bastidores da política brasileira. Posso até estar errado, mas estão pegando o Randolfe para ser o “boi de piranha” como candidato à PR pelo PSOL. Não quero subestimar a preparação do Randolfe para enfrentar essa batalha. Acontece que a Luciana Genro pertence a um Estado com mais expressão política nacional, que é o RS. Não sei não, mas sem ser pessimista, vamos aguardar os acontecimentos. E… tomara que que dê tudo certo.

  • E muito facil, fazer critica
    Nas para desenvolvimento das politicas publicas que a prefeitura desenvolve é com TOTAL APOIO DA PRESIDENTA DILMA, onde o prefeito faz e fez maior elogios publicos.
    Conforme a comunicação A PREFEITURA DE MACAPÁ TA MUDANDO, È COM APOIO DA PRESIDENTA DO PT, candidatissima a reeleição.
    Dizer que tá tudo errado é facil.
    Saudações

    • A Dilma já colocou os pés em Macapá desde que se elegeu Presidente? Ela enviou alguma nota de condolências pelas vitímas do Naufrágio ou do incêndio do Pepétuo Socorro? Dilma nem sabe que Amapá existe depois que PSB saiu da base governista.

    • Tú diz? Não fosse a pressão de alguns de nossos representantes em Brasilia,ela nem ai p/o Amapá.Nunca votei nela e nem voto,fato.Petralhas,tô fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *