Governo analisa como pedir extradição de Pizzolato

Mariângela Gallucci – O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA – Após a fuga para a Europa de Henrique Pizzolato, técnicos da área internacional do Ministério da Justiça começam nesta segunda-feira,  a traçar uma estratégia para pedir formalmente à Itália a extradição do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil condenado a 12 anos e 7 meses de prisão por envolvimento com o escândalo do mensalão.

Pizzolato teria deixado o Brasil há 45 dias. Numa carta divulgada no fim de semana, ele disse que o julgamento teve “nítido caráter de exceção”.

Além do Ministério da Justiça, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que é o encarregado da acusação no processo do mensalão, deverá encaminhar nesta segunda-feira  um pedido de providências ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra Pizzolato. (Leia mais)

  • O Serviço de Inteligência (??) em nosso país é uma graça.Só eles não sabiam que poderia haver fugas,ainda mais com dupla cidadania. Facinho,facinho…hehehe

  • Manda agora o LUla ir lá pedir, ele acobertou um terrorista aqui, agora como teremos cara pra solicitar isso.

  • Imagino que a extradição não seja tão fácil. A Itália tem uma espinha engatada na garganta por causa do caso Cesare Battisti, condenado na Itália que se refugiou no Brasil.

    • Concordo com você, e o Batisti é um terrorista que realizou atentados na Itália onde houveram mortes de inocentes….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *