O inocente

Denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção passiva e obstrução de Justiça e investigado no STF, o senador Aécio Neves (PSDB) reassumiu o mandato hoje jurando inocência. Ele teve o mandato suspenso no dia 18 de maio pelo ministro Edson Fachin, do STF, mas sexta-feira passada  teve o mandato restituído por decisão do ministro Marco Aurélio.

Não cometi crime algum. Fui vítima da armadilha de um criminoso”, enfatizou o tucano hoje em seu discurso na tribuna do Senado.
Acusado de pedir propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista , Aécio disse que essa grana era um empréstimo – e não propina –  e que seria pago.

Então tá. Né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *