Ontem no Fantástico

Edição do dia 11/05/2014
11/05/2014 23h47 – Atualizado em 11/05/2014 23h47
Concorrências públicas do Amapá são manipuladas com suborno
Justiça bloqueou bens de 21 dos 24 deputados do estado.
Tem até compra de ração para cachorro nas despesas parlamentares.

Um imenso esquema de notas fiscais frias levou a Justiça a bloquear bens de 21 dos 24 deputados estaduais do Amapá. Tem até compra de ração para cachorro nas despesas parlamentares.
A reportagem especial começa mostrando flagrantes de corrupção, em dinheiro vivo. Quem registrou a entrega do dinheiro a um servidor público foi o próprio empresário que pretendia se dar bem.
“Estou indo agora, mais uma vez, entregar o dinheiro. Depois vocês vão ver a sequência desses capítulos”. Quem diz isso é o empresário Luciano Marba, dono de uma firma de vigilância que, desde 2010, presta serviço ao governo do Amapá. Ele está levando dinheiro para corromper um funcionário público da capital e faz questão de gravar tudo. (Veja no vídeo acima)
Dentro do carro, Luciano e um funcionário dele conversam com um assessor da Secretaria de Educação. O objetivo é garantir que a empresa da qual é dono continue prestando serviço de vigilância à secretaria.
O estado iria abrir uma licitação e a firma de Luciano poderia perder a disputa. A certa altura da conversa, Luciano dá o valor da propina: “Deixa só eu te falar aí: eu consegui 15”. Ele quer dizer R$ 15 mil.

Depois, o funcionário dele entrega dois maços de dinheiro. Quem recebe é Bruno da Costa Nascimento, que, segundo o Ministério Público, era assessor da Secretaria de Educação na época em que o vídeo foi gravado.
Bruno garante que já está tudo acertado: “Nossa parte vai ser feita. Faça a sua, que a nossa vai ser feita”.
O valor do contrato passa de R$ 40 milhões por ano. “É o maior contrato do estado em termos de tamanho, de prestação e em termos de volume financeiro também é o maior contrato”, diz Antonio Cléber dos Santos, procurador-geral do Amapá.
O vídeo foi gravado em fevereiro de 2013. Um ano antes, o empresário tinha gravado outra entrega de dinheiro.
Segundo o Ministério Público, Edilberto Pontes Silva, marido da então secretaria estadual de Educação, Miriam Alves Correa, recebeu R$ 100 mil. “Isso é um crime com o objetivo de deixar que a empresa continue no contrato e para não permitir que o estado do Amapá faça licitação”, afirma o procurador-geral.
Com informações privilegiadas, Luciano teria condições de barrar a licitação na Justiça para que a empresa dele continuasse sendo a única prestando o serviço de segurança para a secretaria.
Os vídeos foram descobertos durante a investigação do Ministério Público em uma operação de busca e apreensão na casa do empresário. Luciano confirma ter gravado os vídeos e se diz vítima de extorsão, praticada por funcionários públicos.
“Fui obrigado a pagar porque eles iam conseguir a falência da minha empresa. Você vira refém na mão dessas pessoas que têm mais poder que você”, diz ele.
O Fantástico foi até a casa a ex-secretária estadual de Educação, Miriam Alves Correia, e do marido dela, Edilberto Pontes Silva, mas eles não receberam nossa equipe nem retornaram as ligações.
Já Bruno da Costa Nascimento disse ao Fantástico que recebeu dinheiro de Luciano porque prestava serviço particular ao empresário: “Todo o dinheiro do Luciano Marba que eu recebia era pagamento dos meu honorários advocatícios que fazia consultoria particular, algumas audiências trabalhistas, sempre acompanhei isso. Por isso, recebi meus honorários particularmente, nada de governo”.
“Dizem que os criminosos são inteligentes, mas aqui e acolá a gente encontra um com baixa inteligência, mas que, pelo menos, ajudam o poder público a investigá-los e a provar contra eles, porque, raramente, se encontra um corruptor filmando a entrega do dinheiro”, afirma Afonso Guimarães, promotor do Ministério Público de Amapá.
JUSTIÇA BLOQUEIA BENS DE 21 DOS 24 DEPUTADOS ESTADUAIS DO AMAPÁ

A deputada que bota a mão sobre a lente da câmera do Fantástico no vídeo acima se recusa a explicar o envolvimento dela no maior escândalo da história da Assembleia Legislativa do Amapá. Os bens dela e de outros 20 deputados estaduais foram bloqueados pela Justiça.
Do total de 24 parlamentares, só três escaparam. Dois, porque morreram durante a investigação. E as provas contra a deputada Cristina Almeida ainda não foram analisadas.
São 100 mil indícios reunidos pelo Ministério Público, uma montanha de notas fiscais apresentadas pelos parlamentares para justificar despesas de todo tipo, inclusive, de ração para cachorro. Segundo os promotores, a maioria das notas é falsificada.

“Não imaginávamos fosse cometer erros tão grosseiros, de valores altíssimos, para justificar as despesas por eles realizadas”, diz o promotor Adauto Barbosa.
A investigação começa no bufê do Valdir. De acordo com as notas apresentadas pelos deputados, eles teriam comprado no local R$ 1 milhão em refeições. Isso em menos de 10 meses. “Para os deputados que estão envolvidos nas notas fiscais falsas, eu não trabalhei para nenhum”, ele diz.
Com a nota de número 315, por exemplo, o deputado Agnaldo Balieiro recebeu reembolso de R$ 5.250 da assembleia. Só que a verdadeira, de número 315, está em branco. Ainda não foi usada.
Próximo destino é uma loja de aparelhos eletrônicos. A nota 587 tem como valor R$ 9 mil e a nota 587 verdadeira, R$ 64. Outra de R$ 9 mil seria, na verdade de R$ 90.
Falsificações que foram além. Ivana Gonçalves é filha do empresário que teria emitido uma nota de R$ 11,1 mil para um deputado. Só que na data da emissão, o pai dela já estava morto e a empresa, fechada há meio ano. “Absolutamente falsa!”, ela avisa.

Depois das primeiras denúncias, há dois anos, os deputados se apressaram em cortar 75% da verba indenizatória a que cada um tinha direito, mas mantiveram as diárias de viagens que, segundo o Ministério Público, são as mais altas do Brasil: podem passar de R$ 4,4 mil, dependendo do destino. Despesas que não precisam ser justificadas.
Santana é a cidade mais próxima da capital Macapá. O limite entre os municípios fica a exatamente 18 quilômetros da Assembleia Legislativa do estado. Toda vez que um deputado sai de Santana e vai até Macapá, supostamente a trabalho, ganha diária. Basta atravessar uma ponte para a viagem de menos de 15 minutos ser considerada intermunicipal, o que dá direito a quase dois salários mínimos e meio. Com esse esquema, pelas contas do Ministério Público, só em 2013, os 24 deputados estaduais embolsaram R$ 19 milhões.
Na Assembleia Legislativa, o deputado Edinho Duarte foi escolhido por seus pares para defender o parlamento. “Eu vejo uma assembleia com medo. Por acaso um deputado aqui não pode receber diárias para exercer a sua função de parlamentar viajando pelos municípios e para fora do estado do Amapá?”, ele questiona.

O Fantástico foi, de casa em casa, tentar entrevistar os demais deputados acusados pelo Ministério Público de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. Em nenhuma residência passamos do portão.
O  Apgnaldo Balieiro aceitou conversar no gabinete dele. Só não estava preparado para uma surpresa. A nota fiscal do bufê do Valdir.
Fantástico: O senhor nunca fez uma nota falsa?
Agnaldo Balieiro: Não, não…
Fantástico: Como é que o senhor explica essa nota aqui, deputado? R$ 5 mil. A nota verdadeira que nós conseguimos é essa aqui. O senhor pode olhar que é o mesmo número: nota 315. A nota 315, inclusive, não foi usada. Como é que isso aconteceu?
Agnaldo Balieiro: Eu preciso de um tempo para poder analisar realmente a origem. É difícil lembrar especificamente de uma nota.
Antes de acabar a entrevista, o deputado apela: “Eu queria que você pensasse muito, Marcos, porque uma matéria dessas pode acabar com a gente, né cara?”.
Para a procuradora-geral de Justiça do Amapá, não tem perdão: “É um estado pobre e a gente vê uma verdadeira festa com o dinheiro público”.
Indignação que já ganhou as ruas. No dia em que o Fantástico chegou ao Amapá para fazer essa reportagem, pacientes do maior hospital do estado, em cadeiras de rodas, com pernas e braços quebrados, protestaram contra a péssima situação da saúde.
As obras de um novo centro hospitalar estão abandonadas há mais de uma década. As autoridades do estado alegam falta de dinheiro para resolver o problema.

http://g1.globo.com/ fantastico/ noticia/ 2014/ 05/concorrencias publicas do amapa sao manipuladas com suborno.html

  • É engraçado o espanto de muitos aqui, quando o então gov. João Capiberibe em 1995 disse que a AL não tinha necessidade de tanto dinheiro, o chamaram de perseguidor, ditador e sei lá o que.. agora querem dá uma de surpresos..

  • Como já dizia Martin Luther King: “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”. Parece que as pessoas de bem do nosso querido Estado do Amapá, e não tenho dúvida alguma que é a grande maioria, perderam as forças, não se indígnam mais: Vamos lá povo vibrante, trabalhador, honesto do Amapá ir às ruas protestestar contra essa roubalheira da ALAP. Olha, quando chegou no Aeroporto de Macapá a TURMA que estava presa na PAPUDA, fizeram carreata para recepcioná-los, inclusive houve um certo Senhor que desceu da aeronave desfraldando uma Bandeira do Amapá: Q VERGONHA. Vamos lá, pois o MAL nunca vai ganhar do BEM: Isso é Bíblico. Concluo pedindo a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que interceda junto ao seu Filho Jesus Cristo para proteger nosso Estado desses MALFEITORES.
    Abs. Matta e Família.

    • Meu caro Matta, bom seria se a bandidagem fosse um privilégio de nossos deputados, mas infelizmente é de todos os poderes. Ninguém escapa. Estamos rodeados por facínoras. Os valores se inverteram. O certo é errado e o errado é certo. Esse é o Amapá que nunca desejamos, mas temos.

  • ENGAJAMENTO! Uma das virtudes que falta ao brasileiro é engajamento!! Sem isso não há mudança possível nem realização perene. Essas Excelências são Deputados porque se engajaram para conquistar o mandato (pouco importando se por meios probos ou espúrios!). Essas Excelências desviam uma quantidade inimaginável de dinheiro público porque são engajados, atuam tão e somente para este fim! (o mais é decorrência disso!). Então senhores, nós não deixa-mo-los de elege-los porque não somos nada engajados. A nossa crise de consciência, e consequente necessidade de atitude, se esvai com um comentário aqui, um twitter acolá e um bom (ou será ruim?) papo de compadres em alguma esquina ou botequim. Sabemos todos, e disfarçamos, que absolutamente nada vai mudar!!! Em outubro próximo mais 24 candidatos à Papuda serão eleitos (metade reeleitos, com certeza!). Sabem porque? Sabem…. Nos falta atitude, vontade verdadeira, ações efetivas, movimentação, debate eficiente, enfim, nos falta engajamento!!! Ter uma causa e lutar com todas as forças por ela é a quase garantia de sucesso!!! E os Excelentissimos Deputados estão ai para provar isso!!! Invejo o engajamento deles!!!!!

  • Depois de reelegerem o Sarney novamente sem duvida 90% dos nobres deputados serão reeleitos e com aumento da verba e os eleitores vão continuar a protestar sentados no meio da rua queimando a tumda.

  • O pior é que somente depois da mensagem do Fantástico vão falar que eles são culpados. Acompanhando esses parlamentares na gestão desenvolvida nos órgãos estaduais, no modo de se portarem, na bagagem técnica que possuem, já sabemos que o último intuito desses é para o povo amapaense. Acompanhei o Deputado Zezé Nunes na Secretaria do Meio Ambiente, ele não tinha interesse por nada, a Secretaria paracia sim uma montanha de dinheiro e cargos para vender como votos. Digo o mesmo do Dep. Valdeco, fraco como técnico, grosseiro nos modos de falar, inclusive não sei se ele sabe escrever! Morei no Amapá, comecei minha vida profissional no Amapá, e hoje torço, mas torço muito para que o Amapá se limpe dessa escória aproveitadora que está na ALAP. Nenhum se salva, pelo que pude acompanhar e conhecer a maioria desses, são todos desinteressados por qualquer desenvolvimento do estado.
    O Ministério Público do Amapá está de parabéns, no entanto creio que deveria envolver outras instâncias federais na investigação, não só para assegurar uma outra visão na busca dos fatos, como para amarrar essa gestão da ALAP como um exemplo de investigação que deve ser desenvolvida em órgãos legislativos dos diversos entes federativos.
    DEVEM ser também investigados aqueles cargos colocados no Governo do Estado por esses deputados, pois boa parte desses vivem das mesmas regalias e se sustentam em improbidades administrativas. Além do fato, que provavelmente esses cargos são potenciais parlamentares em um futuro bem próximo, pois sabe-se que ao assumir a pasta de uma Secretaria, ou qualquer cargo de maior destaque, aqueles detentores do cargo na maioria das vezes, iniciam sua vida política. E filho de peixe, peixinho é…

  • dizem que vem mais sujeira por aí. Um conhecido jornalista então disse “não é possível, nós não vamos aguentar” . Verdade, o povo tá estressado e desesperançoso. Pobres amapaenses (nós), o povo mais triste do Brasil, já perceberam como o semblante da nossa gente é desalentado?

  • SINTO PELA DESIGUALDADE EXISTENTE EM NOSSO PAÍS: LADRÕES DE BAGATELA PRESOS, ENQUANTO OS LADRÕES DE COLARINHO BRANCO SOLTOS E A ESBANJAR O NOSSO DINHEIRO!

  • Vossas excelências “O Estado do Amapá está cansado de ser estuprado por vc” Vcs perderam a vergonha e o respeito pelo dinheiro publico. Isso formação de quadrilha. Taí…falei!

  • “Eu vejo uma Assembléia com medo”.Com medo estamos todos nós (pobres contribuintes), nobre deputado Edinho, por vermos o dinheiro de nossos impostos indo parar nos bolsos seu e de seus pares.Medo por vivermos em um estado pobre e necessitado de tantos beneficios em prol da população.Medo de precisarmos de hospitais e não termos.Medo de um trânsito que mata sem dó,nem piedade.Medo de ver nossa educação indo ladeira abaixo.Medo de transitar por ruas e avenidas emburacadas e sabermos que não estamos na Lua p/poder flutuar e não cair em buracos.Enfim,medo de uma ALAP lesgislando em beneficio própio.
    Tomara Deus e o MP estejam unidos e façam valer os direitos dos cidadãos(ãs) amapaenses.Prisão para os malfeitores envolvidos nessa roubalheira e que seja devolvido aos cofres públicos a grana roubada.

  • Coitado do Estado do Amapá, é pobre, sem indústrias e as poucas que tem estão fechando as portas, não existe produção agrícola, precisamos importar tudo, temos uma ALCMS fraca, cujo autor da mesma, faz dela o seu maior trunfo para ganhar eleições. A débil economia amapaense depende do setor terciário, especificamente do funcionalismo público, pois outras atividades deste setor não existem aqui como é o caso do turismo.
    Sinceramente o trabalho desses senhores deputados não contribuem em nada para o desenvolvimento do Estado, e tem mais, todo ano eles imputam reajustes aos cofres públicos aumentando o percentual a ser repassado para a assembleia e TCE, outra instituição que não merece credibilidade. Quanto bilhões já não foram desviados pelas quadrilhas de deputados que por lá passaram e até os dias atuais ? Deveríamos fechar esta casa de leis, prender todos os facínoras imersos nesse mar de corrupção, fazê-los devolverem todo os bens e dinheiro desviados, trancafiá-los em uma penitenciária para cumprirem pena perpétua. Claro isso não é possível, mas essa é a vontade de todos os eleitores que se sentem enganados, roubados, humilhados, massacrados e sugados até alma por esses canalhocratas , visto que é o povo que paga seus salários através dos impostos. ACORDA AMAPÁ, vamos para as ruas protestar, reclamar e gritar, gritar, não aguentamos mais, chega de corrupção e politicagem, precisamos de pessoas comprometidas com os verdadeiros anseios da população. Não é preciso esperar as eleições para darmos a resposta, vamos começar desde já à trabalhar para que nenhum desses picaretas que estão no poder se reelejam, seja no executivo, legislativo estadual e federal, mais o senado federal.

  • Bom o MP deveria aproveitar e investigar a Câmara Municipal de Macapá, que é uma filial da Assembléia, mas precisamente um guarda-roupa que só serve de cabide de emprego pros filhos, irmãos, esposas e sei lá quem mais, usando o cargo de vereador, e nomeando inúmeros apadrinhados políticos. Fiscalizar e cobrar melhorias pra Cidade eles não sabem fazer, mas aumentar a quantidade de cargos em comissão.#SABEDINADAINOCENTE

  • Cr$ 1700,00 reais para dar um pulinho em Santana? 19.000.000,00 (dezenove milhões) em diárias? Isso fora o super salário e outros ganhos? Pra produzir o quê?

  • Interessante o marido da ex- secretária Miriam recebendo dim-dim, e os ”psb” querendo fazer crer que ela não esta mais no governo, porém o que se escuta na cidade é que ela é a coordenadora geral da campanha da deputada cristina almeida, por que será?????

  • Gostaria que o Ministério Público investigasse a origem dos recursos investidos na construção da nova sede do Boêmios do Laguinho !!! Parece estar muito claro que aquilo não passou de troca de gentilezas…. Temos que investigar, pois encontraremos + sujeira embaixo do tapete !!!

  • SIM, QUAL FOI A NOVIDADE QUE O FANTÁSTICO CONTOU? TUDO O QUE FOI DITO E MOSTRADO O POVO TUCUJÚ DO AMAPÁ ESTÁ CANSADO DE SABER, POIS A MÍDIA LOCAL JÁ EXPLOROU EXAUSTIVAMENTE ESSE ASSUNTO. APENAS O MP FICOU BEM NA FOTO SE FAZENDO APARECER NA MÍDIA NACIONAL COMO OS ARAUTOS DO PRINCIPE CONTRA A CORRUPÇÃO NO AMAPÁ. NO MAIS, TUDO COM ANTES NO REINO DE ABRANTES.

  • Alcinea, após assistir no fantastico aquela matéria sobre a corrupção no AMAPÁ fato que infelizmente tornou-se corriqueiro por aqui fiquei na dúvida.Se há mais mal elemento no IAPEM ou na ALAP?.Mal elemento para não usar outra palavra.

    • E no Governo Camilo também, não esqueça, temos que ver que a reportagem iniciou com propina na secretaria do governo, e hoje até ex assessor da primeira dama a denuncia como a mandante. Grave isso.

  • “Te arruma que eu vou te levar pra viajar…” Pra onde? Bariloche! ACORDA, POVO!
    Como pode alguém aparecer com tanto dinheiro assim, do nada?

  • O problema é que todos concorrerão na eleição de outubro. Como estão com o bolsos abarrotados serão eleitos novamente.
    É necessário ação rápida contra as ratazanas.

  • O Amapá mais uma vez esteve em rede nacional, de forma triste e asquerosa vemos nosso pequeno estado nessa situação. Entra governo, sai governo e a historia é a mesma. Em governos passados sofremos essa mesma vergonha.
    O que nos indigna é saber que apesar de ser crime a corrupção, não vemos esses bandidos que roubam a sociedade em suas diversas classes serem condenados a nada, é preso, punido o ladrão de fundo de quintal, mas, esses que roubam muitos , que nos dão desfalques na educação, saúde, segurança, e políticas sociais nada acontece. Enquanto não houver punição p esse tipo de escoria, vamos continuar sendo lesionados como cidadãos.
    O povo precisa aprender a votar, escolher com seriedade seus representantes, vender voto também é crime e toda sociedade paga por isso, muitos estão sendo punidos pela inconsequência dos votos barganhados.

  • No mundo da corrupção, 15 mil e gorjeta dos flanelinhas, considerando o montante do contrato, 40 milhões. Nosso estado é POBRE…POBLE…POBLE, até no valor das propinas.

  • É uma festa com o dinheiro dos impostos do povão.
    Galera, outubro já está à um pulinho. Vamos dar o que eles (deputados) merecem.
    Bom dia ai.

    • Voto NULO é o que todos merecem. Garanto que todos estarão se candidatando novamente. O poder é o pior dos vícios, ainda mais associado a tantos benefícios.

  • São tantos os casos de corrupção neste POBRE Estado POBRE que não deveríamos nem mais esboçar reação alguma, mas a cara de pau é tanta que é impossível não se indignar. O mais lamentável é que, infelizmente, daqui a alguns meses muitos desses larápios serão reeleitos pelo mesmo povo ignorante, sofrido e corruptível.

  • Será que o causídico que recebeu os 15 tem seu escritório no estacionamento do aeroporto, já que justificou que era relativo a serviços prestados, só não explicou qual tipo de serviço.
    Inocente, não sabe de nada.

  • Pelo que sei não estão respondendo processo os deputados dr. Furlan e Raimunda Beirão, até porque não estavam na assembleia na época dos fatos em apuração.

  • Alguém ai avisa ao nobre deputado Balieiro que quem acaba com ele e seus pares,são eles mesmo.Oque mais lamento é que isto não tem fim.A “corrupção” em nosso país, é um poço sem fundo.O Amapá não é diferente do resto do país quando se fala em corrupção,mas bem que nossos politicos poderiam fazer a diferença e fazerem a coisa certa.HA! acho que tô sonhando……zzzzzzzz

  • E agora JOSES?kkkk……pegos com a boca,pés e mãos na…….grana mesmo.Triste a situação do estado e do zé povinho pagadores de impostos.Os “inteligentes” da ALAP continuam protagonizando esse filme que todos já viram.E eu me pergunto,será que nossa ficha não cai nunca? Deixar de eleger esses ladrões do dinheiro público é o mínimo que podemos fazer.QUE VERGONHA!

  • Alcinéia eu fico muito indignada com esses furtos que acontecem não só aí em Macapá, mas no País inteiro. Nós deveríamos fazer uma campanha, para que nós eleitores votássemos nulo, assim teríamos outra eleição e quem sabe não mudaria esse esquema de roubalheira, precisamos lutar contra essas má condutas, contra esses corruptos.

  • E agora ? Assembléia Legislativa sob suspeita de corrupção, TRE sob suspeita de Corrupção ( Conselheiros Afastados), Tribunal de Justiça sob Suspeita de Corrupção, o que resta?

  • Nenhumas dessas denúncias é nova. Desde o início do governo foram apontadas várias irregularidades em relação as licitações e nenhuma medida foi tomada, pelo contrário, houve tentativa o tempo inteiro de desqualificar quem denunciava. Até onde eu sei, a ex-secretária continuaria com cargo no governo. Me desmintam se não for verdade. Ainda hoje existem uma série de denúncias em relação as licitações feitas pelo governo ou pela falta de licitações como é o caso da comunicação. Eu não duvido que a assembleia está envolvida até o pescoço em falcatruas, mas não entendo porque o governo envolvido em uma série de denúncias nunca é objeto de uma investigação séria também. E tem uma coisa nessa reportagem que me deixou com a pulga atrás da orelha, talvez você possa me fazer me esclarecer Alcinea: por que o MP não analisou ainda as contas da deputada Cristina? Você acha que é certo divulgar um relatório incompleto? Não seria isso uma forma de beneficiamento da deputada? A notícia é dada de maneira a dar a entender a quem ouve que a deputada está isenta de culpa: 21 deputados são acusados de corrupção! Só ontem foi dito abertamente que (“estranhamente”) as contas da deputada estão aguardando análise. Por que será? Que privilégio é este? Na minha opinião, ou se analisa todo mundo e se divulga um relatório completo, ou qualquer acusação contra qualquer outro pode parecer perseguição ou beneficiamento político de alguns. Acho que é uma situação que deixa o MP numa tremenda saia-justa. Isso não apaga a gravidade das denúncias feitas, mas deixa no ar a ideia de que muita coisa, não se sabe por que, não foi mostrada. É a velha política suja que a cada dia toma conta de todos os setores desse nosso estado amado mas tão consumido por interesses imundos de quem deveria zelar pelo bem público.

  • Corruptos miseráveis.
    Pessoas que deveriam zelar pelo dinheiro público se lambuzando da benesses de um estado sem justiça e sem punição.
    Vamos fazer justiça com as próprias mãos!!
    Vamos excluir o nome destes sem vergonhas na próxima eleição.

  • Como afirma categoricamente o Boris Casoy: É UMA VERGONHA. “ACORDA POVO AMAPAENSE”.
    Abs. Matta.

  • Está aí a causa, os efeitos: hospitais sucateados, ruas esburacadas, sem saneamento básico, etc, etc, enfim miséria. O resultado? Estado mais pobre do Brasil. É de envergonhar.. Só Deus….

  • Nós que estamos fora do Amapá, mas que no que passado deu sangue e alma por esse Estado, ficamos envergonhados e indignados, primeiro porque ficamos ouvindo chacotas, tipo “é do Amapá então é roubo” e segundo vem a indignação de ver a pobreza e a miséria que paira no Amapá, enquanto a corrupção campeia por todo lado. Só Deus….

  • “Quando se perde a fortuna, nada se perde; quando se perde a saúde, algo se perde; mas quando se perde a vergonha, aí tudo se perde”.

  • O Fantástico deveria voltar mais vezes à querida terrinha. Sentimos nojo de ver como as pessoas perderam a vergonha na cara. O MP e o Tribunal de Justiça têm provas suficientes para condenar os culpados e afastá-los definitivamente das nossas instituições que apodrecem a olhos vistos. Pior, pais que ensinaram aos filhotes, maridos que ensinaram às esposas e vice-versa, como se locupletar com o dinheiro público. Transformam nossas instituições em verdadeiras empresas familiares e se eternizam no poder jogando sobre nós os riscos de uma hereditariedade apodrecida pela corrupção. E ficamos à mercê de seus achaques e ataques. Dinheiro que poderia ser investido na saúde, na segurança, na educação. Estou enojada de ver a cara de pau. Nossos pais construiram esse estado com honestidade e o suor de seus corpos lutando para dar o melhor para os filhos. E pessoas desse nível de comportamento não param de tentar destruir nossos sonhos. E nós, quantas vezes deixávamos nossos filhos sozinhos em casa, sem vigia, sem babá e saíamos para o trabalho cumprindo dois ou mesmo, três turnos de expediente. Corríamos entre um turno e outro para buscar filhos na escola, fazer comida correndo (porque chofer pago pelo estado e segurança na porta 24 horas tudo isso será que eles ainda têm??). Alcinéa, essas situações só começarão a mudar quando pessoas honestas de verdade, de genética ilibada, se apresentarem às eleicões de nosso Estado; quando provocarmos uma revolução no pensamento dos eleitores para que compreendam que, cada voto negociado será multiplicado no bolso dos cafajestes que querem o poder para se locupletar. O meu abraço de coragem daqui da França para você e para os Promotores que estão à frente dessa luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *