Debate – A Charada da Gestão Clécio

A Charada da Gestão Clécio
Juliano Del Castilo

A Macroplan é uma empresa de consultoria que lançou um produto, o Índice dos Desafios da Gestão Municipal (IDGM), que são índices com base em dados oficiais que visam auxiliar governantes e governos, investidores, grandes empresas e instituições não-lucrativas para formulação de suas políticas ou negócios.

A consultoria Macroplan lançou o IDGM 2021 com a análise comparativa relativo a evolução dos índices oficiais na Educação, Saúde, Segurança, Saneamento e Sustentabilidade, nos últimos 10 anos dos 100 maiores municípios brasileiros e este estudo ganhou bastante repercussão no Amapá neste início de ano, e tem gerado uma série de debates relativo a posição de Macapá com os piores índices entre as 100 maiores cidades do país, principalmente por conta da boa avaliação e imagem do ex-prefeito Clécio, responsável pela gestão municipal nos últimos 8 anos e diante de índices ruins trazidos à tona pelo IDGM da Macroplan.

O estudo mostra que Macapá além de ser a pior entre as 100 maiores cidades brasileiras, Macapá perde para todas as capitais do norte do país e dos municípios de Santarém e Ananideua no Pará.

Observando o estudo mais detalhadamente, apesar de pequenas melhoras nos índices oficiais de Educação e Saúde no município de Macapá, a cidade perdeu posições comparada a posição anterior desta mesma pesquisa. Em Educação, caiu de 82ª para 99ª – perdeu17 posições; na Saúde, caiu de 90ª para 95ª – perdeu 5 posições; na Segurança, despencou de 60ª para 92ª – perdeu 32 posições; Saneamento e Sustentabilidade, caiu de 95ª para 97ª – perdeu 2 posições entre as 100 maiores cidades do Brasil.

Os índices desta pesquisa abalam a narrativa construída pelos aliados do ex-prefeito Clécio quanto a excelência de sua gestão e animam o debate quanto os avanços reais obtidos por sua gestão. Seus aliados alegam, por exemplo, que a própria pesquisa da Macroplan mostra avanços nos índices oficiais compilados referentes a Educação e Saúde, no entanto, em comparação, seja no índice geral e no índice dos municípios do norte do país, Macapá perdeu posições nessas áreas o que aponta que foram pequenos os avanços diante de 8 anos de atuação na gestão do prefeito Clécio à frente da Prefeitura de Macapá.

É claro que intriga e é no mínimo curioso como alguém como o ex-prefeito Clécio, tão bem avaliado, pode produzir números tão ruins em várias áreas da administração pública, segundo os índices levantados pela Macroplan, talvez a resposta esteja em 3 assertivas: Clécio se beneficiou por ser avaliado com base no seu antecessor que teve uma administração muito ruim, além disso também ganhou quando comparado à administração do governador Waldez, que é muito mal avaliada pela população de Macapá, e a terceira é a sua habilidade política de trabalhar com boa parte da classe política e da imprensa que criou uma redoma de proteção impedindo que se tivesse um debate mais aprofundado e uma percepção mais apurada sobre a gestão Municipal.

Portanto, fica para reflexão: será possível fazer gestão apenas contemplando a lógica do poder estabelecido, sem que haja enfrentamentos e reacomodações para se permitir que a gestão chegue onde tem que chegar e possa realmente avançar nas áreas que atendam a sociedade como um todo e principalmente os mais vulneráveis?

  • o Alcione tá com razão.
    Após ler o artigo do Sr. Juliano, constato que, o mesmo, apresenta-se, em sua análise, superficial e tendencioso. Esse tipo de posicionamento não me surpreende.

  • Precisamos ver essa situação com cuidado. Por exemplo a queda em segurança nada tem e ver com o município. A saúde e a educação são compartilhadas com o estado. Talvez. pra provocar, quem sabe se a ineficiência do Estado,não atrapalhou a performance do Município, que talvez pudesse ter sido melhor avaliado?
    Tendo a ficar com a sabedoria popular. Com a sensibilidade dos que separam claramente essas nuances.

Deixe uma resposta para alcione cavalcante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *