Indígenas do Amapá são descendentes dos encontrados por Cristóvão Colombo em 1492

Índios encontrados por Colombo têm parentes no Amapá
Reinaldo José Lopes– FOLHAPRESS

Os primeiros indígenas encontrados pelo navegador Cristóvão Colombo quando ele chegou à América em 1492 eram parentes próximos de tribos que ainda vivem na Amazônia brasileira, indica uma análise genômica publicada nesta semana. Para chegar a essa conclusão, a equipe liderada por Eske Willerslev, do Museu de História Natural da Dinamarca, extraiu DNA de um esqueleto com pouco mais de mil anos de idade achado numa caverna da ilha de Eleuthera, nas Bahamas. Ao “soletrar” todo o genoma do indivíduo -uma mulher, segundo os dados genéticos- e compará-lo com o DNA de membros de outros grupos indígenas, Willerslev e colegas verificaram uma semelhança genômica acentuada com etnias como os palicur, que vivem na fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa (do lado brasileiro, no município de Oiapoque). (Leia a matéria completa aqui)

Quadra junina

Nesta sexta-feira, 23, a Federação das Entidades Folclóricas do Amapá (Fefap) lança oficialmente o calendário da Quadra Junina 2018, que inicia em abril, com os pré-festivais, e encerra em julho, com a final do campeonato estadual. A presidente da entidade, Daiana Roniele, na mesma ocasião, irá apresentar o projeto do Festival Nacional de Quadrilhas do Meio do Mundo, que acontece pela primeira vez na região norte, realizado pela Comissão Nacional da Quadra Junina, e pela Fefap, em agosto. O evento será no auditório do Museu Sacaca, às 18h.

Bombeiro cidadão – Inscrições já começaram

O Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP) abriu nesta segunda-feira, 19, e encerra na sexta-feira, 23, as inscrições para o projeto social “Bombeiro Cidadão”. A instituição oferece, para este ano, 400 vagas para adolescentes na faixa etária de 13 a 16 anos de Macapá, Santana e Oiapoque.

Para se inscrever, os interessados devem comparecer aos locais onde o projeto é desenvolvido em Macapá, Santana e Oiapoque, munidos de carteira de identidade ou certidão de nascimento, comprovante de endereço atualizado, declaração escolar e uma fotografia 3×4. As atividades de 2018 estão previstas para iniciar no dia 12 de março.

60 e poucos anos

Quando completei 60 anos fiz esse post aqui no blog e hoje fazendo 60 e poucos anos resolvi republicá-lo:

Sexta-feira passada, 19, acordei sex e feliz. Aliás, feliz eu já era. Então, corrigindo: acordei sex e mais feliz.
Ser sex e feliz é uma bênção. Há tanta gente sex que não é feliz e há tanta gente feliz sem ser sex.
Mas como eu ia dizendo, acordei sex. Feliz. Tenho a melhor família do mundo; tenho os amigos que todos gostariam de ter; tenho um jardim onde as borboletas passeiam; um quintal que é morada de passarinhos; tenho amor e saúde.
E foi assim, com família,amor, saúde, amigos, flores, poesia, doces, música, borboletas e passarinhos que na sexta-feira, 19, me tornei sex… sexagenária.

Meus cabelos, que meu pai dizia que eram cor de mel, aos poucos vão ficando charmosamente prateados; o corpo que era de modelo ao longo do tempo foi ganhando um quilinho aqui um acolá e hoje está rechonchudinho (meu cabelereiro diz que mulheres como eu não ficam gordas, ficam com excesso de gostosura); a vista está um pouco cansada, mas isso não faz grande diferença para mim que uso óculos desde criança. Das doenças comuns nessa idade, a única que tenho é hipertensão. Não reclamo. Controlo. Afinal, é a lei natural da vida e sou imensamente grata a Deus e a Meishu-Sama por não ter outros males.

Canto, leio, brinco, escrevo, passeio, solto versos ao vento,espalho poesias na cidade, corro atrás de notícia, brinco carnaval, curto marabaixo, rezo,dou gargalhadas com a família… enfim, sou uma velhinha muito bacana. Vocês não acham?

E eu, claro, não desperdiço nenhuma oportunidade de ser feliz. Agradeço a Deus, a Meishu-Sama, ao meu marido (eterno namorado), ao meu filho (maior tesouro), meus irmãos e cunhados (que são os melhores do mundo), meus sobrinhos (que são lindos) e aos meus amigos, pois sem eles eu não seria tão feliz assim.

Publicado em: Eu Ir para o Post
  • Néa, é seu aniversário, mas você é nosso maior presente. Daqui te mandamos um punhado de tsurus coloridos. Acolha-os no jardim do seu coração. Muita saúde para você ser sex por muitos e muitos anos. Eu, Charles, Júlia, Gabriel e Giovana te ofertamos esta poesia de Flávia Venceslau:
    Eu te desejo vida, longa vida
    Te desejo a sorte de tudo que é bom
    De toda alegria, ter a companhia
    Colorindo a estrada em seu mais belo tom
    Eu te desejo a chuva na varanda
    Molhando a roseira pra desabrochar
    E dias de sol pra fazer os teus planos
    Nas coisas mais simples que se imaginar
    E dias de sol pra fazer os teus planos
    Nas coisas mais simples que se imaginar
    Eu te desejo a paz de uma andorinha
    No voo perfeito contemplando o mar
    E que a fé movedora de qualquer montanha
    Te renove sempre e te faça sonhar
    Mas se vier as horas de melancolia
    Que a lua tão meiga venha te afagar
    E que a mais doce estrela seja tua guia
    Como mãe singela a te orientar
    Eu te desejo mais que mil amigos
    A poesia que todo poeta esperou
    Coração de menino cheio de esperança
    Voz de pai amigo e olhar de avô
    Eu te desejo muito mais que mil amigos
    A poesia que todo poeta esperou
    Coração de menino cheio de esperança
    Voz de pai amigo e olhar de avô

  • Alcinéa que brinca com suas as belas palavras,
    Estende a ciranda até com o imaginário.
    Se estende no além com saudável lembrança,
    Herança ambulante do seu bom dicionário.

    Acho que as minhas palavras dizem um pouquinho do que você (desculpe a intimidade), representa para a nossa cultura. parabéns e que o dia tenha um montão de abraços de familiares e amigos e que essa estrada tenha sempre o olhar do Pai do Céu para lhe guiar. Abraço, amiga!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quando fiz 15 anos…

A foto é  dos meus 15 anos. Naquele tempo a gente colocava os presentes na cama para “bater o retrato” com eles. Lembro bem desse meu vestido, era azul, feito por Idália Lobato. As jóias foram os presentes dos meus pais. Meu pai escreveu uma carta, que guardo até hoje, com orientações, conselhos etc. As jóias ele dizia que eram apenas uma lembrança, o presente era a carta. No cartão, ele escreveu: “Meu presente é a carta que acompanha esta lembrança. Perca o ouro da segunda, mas não perca as palavras da primeira”. Parte do ouro eu perdi faz tempo, mas as palavras, ah, as palavras não perdi nenhuma.

Lido na sessão de hoje o parecer final da perda do mandato de Moisés Sousa

Após o carnaval, os deputados voltaram ao trabalho nesta quinta-feira (15), com uma pauta cheia de projetos e requerimentos. O destaque foi a leitura do parecer final da representação pela Mesa Diretora a Comissão de Ética (CET) da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), protocolado no dia 7 de fevereiro de 2018, por quebra de decoro parlamentar pelo deputado Moisés Reátegui de Souza, contendo o Projeto de Resolução nº 006/2018-CET, que declara a perda do mandato de deputado estadual, por conduta incompatível com o decoro parlamentar. Continue lendo

Acabou

Acabou

Não me peças um beijo
daquele de língua
cheio de amor e paixão.
O tempo passou.
O carnaval já acabou.
E aquele amor
– ah, quer saber? –
aquele amor nem era amor.

(Do meu livro “Estrela Azul” lançado em 2001)

Emenda de Davi Alcolumbre garante maquinário para plano de inverno da PMM

O maquinário é resultado de uma emenda indicada por Davi Alcolumbre quando ainda era deputado federal e já era dada como perdida, porque depois de tantos anos, chegou a sair do planejamento de pagamento da Fundação Nacional de Saúde – FUNASA, órgão ligado ao Ministério da Saúde. Depois de várias articulações feitas pelo senador e a prefeitura, o recurso no valor de R$ 3,5 milhões, foi realocado.

Entre o maquinário estão uma retroescavadeira, caçambas truck, caminhão poliguindaste, escavadeira hidráulica, pá carregadeira e caçambas estacionárias. Todos esses equipamentos vão ser entregues nesta sexta-feira, às 8h no Canal do Jandiá. Continue lendo

Publicado em: Geral Amapá Ir para o Post
  • E incrível que depois de anos criticando os outro governos que deixavam as coisas se agravarem no inverno, a prefeitura ainda continua colocando desculpa nas chuvas. Agora estamos no inverno, seria pedir muito que neste período fosse realizado um cronograma de acoes para o verão, mas de verdade bem elaborado, colocando realmente o que vai realizar, o que vemos no verão e a mesma desorganização de sempre, frentes de trabalhos para todos os lados sem planejamento. Lembre sempre da historia de que “dinheiro tem falta projeto”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Se cometi algum erro pagarei por ele”, diz Badu

O ex-deputado Badu Picanço – que foi passar o carnaval fora do Estado – retorna amanhã para Macapá. Por telefone, ele disse ao blog que tão logo desembarque em Macapá irá à Polícia Federal para tomar pé da situação e prestar todos e qualquer esclarecimento que se fizer necessário.
Badu disse que não sabe porque seu nome foi envolvido nesta operação. “Talvez pela amizade que tenho com Feijão. Ele (Feijão) é meu amigo há muito anos e quase todos os dias nos falamos. Costumo ir no escritório dele”, disse.
Badu disse ainda que nada tem a esconder e que acredita que ao final tudo será esclarecido. “Sou preparado para a vida. Isso são coisas que acontecem e temos que estar preparados. Se cometi algum erro pagarei por ele”, enfatizou.