Bom dia!

Explicação

Vivo do ato de escrever
sobre tragédias
e espetáculos
sobre o candidato vitorioso
e o derrotado
sobre o deputado corrupto
e o governante que finge ser honesto
sobre a exportação da mandioca
e a importação da farinha
sobre a fome
e a riqueza
sobre o real
e o dólar.
Perdoa-me, Anjo,
não sobrou tempo
para escrever
um poema de amor.
(Alcinéa)

  • Parabéns amiga!…
    Esta profissão de jornalista e tão atarefada…tao focalizada nos fatos reais da cidade…que ate esquece de outras dimensões…se alguém de um outro mundo pensa em procurar um jornalista ou uma jornalista…vai ser muito difícil….eles nunca tem tempo
    Para um poema de amores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *