Hoje é Dia Internacional do Poeta

“Qual seria o anel do poeta,
se o poeta fosse doutor?
– Uma saudade brilhando
na cravação de uma dor”
(Catulo da Paixão)

Se alguém te perguntar o quiseste dizer com um poema, pergunta-lhe o que Deus quis dizer com este mundo… (Mario Quintana)

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
(Fernando Pessoa)

Mas o que vou dizer da Poesia? O que vou dizer destas nuvens, deste céu? Olhar, olhar, olhá-las, olhá-lo, e nada mais. Compreenderás que um poeta não pode dizer nada da poesia. Isso fica para os críticos e professores. Mas nem tu, nem eu, nem poeta algum sabemos o que é a poesia. (Garcia Lorca)

O poeta é um jornalista da alma humana. (Affonso Romano de Sant’Anna)

Eu não forneço nenhuma regra para que uma pessoa se torne poeta e escreva versos. E, em geral, tais regras não existem. Chama-se poeta justamente o homem que cria estas regras poéticas. (Maiakovski)

 

Não sou alegre nem triste: sou poeta (Cecília Meireles)

Minha poesia é cheia de imperfeições. Se eu fosse crítico, apontaria muitos defeitos. Não vou apontar. Deixo para os outros. Minha obra é pública. (Carlos Drummond)

Dever do poeta é cantar com seu povo e dar ao homem o que é do homem: sonho e amor, luz e noite, razão e desvario. (Pablo Neruda)

 

MINHA POESIA
Alcy Araújo

A minha poesia, senhor, é a poesia desmembrada
dos homens que olharam o mundo
pela primeira vez;
dos homens que ouviram o rumor do mundo
pela primeira vez.
É a poesia das mãos sem trato
na ânsia do progresso.
Ídolos, crenças, tabus, por que?
Se os homens choram suor
na construção do mundo
e bocas se comprimem em massa
clamando pelo pão?
A minha poesia tem o ritmo gritante
da sinfonia dos porões e dos guindastes,
do grito do estivador vitimado
sob a lingada que se desprendeu,
do desespero sem nome
da prostituta pobre e mãe,
do suor meloso da gafieira
do meu bairro sem bangalôs
onde todo mundo diz nomes feios,
bebe cachaça, briga e ama
sem fiscal de salão.
– Já viu, senhor, os peitos amolecidos
da empregada da fábrica
que gosta do soldado da polícia?
Pois aqueles seios amamentaram
a caboclinha suja e descalça
que vai com a cuia de açaí
no meio da rua poeirenta.
Cuidado, senhor, para o seu automóvel
não atropelar a menina!…

  • Amiga!!!parabens pra todos os poetas, afinal de ontas todos somos poetas, com a diferença de que uns escrevem pra amenizar a dor dos outros…e parabens pelo sucesso de que este ano lhe proporcionou e que a partir de agora o mundo conheça a sua alma e o seu jeito tucujú de ser….parabens à tooooddoooosssss!!!!!bjs….

  • Parabéns a essas pessoas que tem o dom de transformar em palavras o sentimento da alma, do sente, ver e não ver.

  • Olá !! Primeiro quero parabenizá-la pelo teu dia.

    Não sou de Macapá, moro aqui a pouco mais de 4 anos e ainda estou me familiarizando com a cultura,política,costumes, enfim..então confesso que tem pouco tempo que venho acompanhado teu trabalho. E das pessoas que perguntei só tive elogios ao teu respeito então, de certeza que ja ganhou mais uma admiradora do teu trabalho.

    Fernando Pessoa:
    “O poeta nasce e o escritor faz-se”.
    Ora assim sendo, o poeta não tem outro remédio senão cumprir-se.
    É incontornável! Ele estará, desde o seu nascimento, refém da poesia. Mesmo que não escreva um único verso.
    Ainda que não conheça o alfabeto. Mas cumprir-se-á, como poeta, em todos os aspectos da sua vida.
    E, sim, creio que É DIFÍCIL SER POETA.

    Boa tarde.
    Abçs.

Deixe uma resposta para Luana Viana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *