Poesia – Drummond

Poesia
Carlos Drummond de Andrade

Gastei uma hora pensando um verso
que a caneta não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *