Amor de nunca morrer

Amor de nunca morrer
Celestino Guedes Filho

Quero estar na tua vida,
De uma forma decidida.
Quero deitar no teu peito,
Mesmo que não tenha jeito.

Quero fazer da minha vida,
Tua única saída.
Quero estar onde você estiver.
Para te dar o que você quiser.

Quero deitar ao teu lado,
De boca e corpo colado.
Quero viver a loucura,
E a certeza da paixão sem cura.

Quero fazer do meu ser,
O néctar do teu viver.
Quero eternizar no teu ser,
Um amor de nunca morrer.

(Da coletânea “Poemas, poesias e outras rimas” que será lançada em fevereiro em Macapá)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *