Chá da tarde

O SOL
R. Donato dos Santos

Tal como herói
A arrastar
Uma plêiade celeste
Assim ele vem;
Vem pelos vaus,
Por sendas obscuras
Espadeirando as trevas
E espargindo a luz.

Em sua marcha impoluta
Ele despeja fogo,
Como se fossem dardos
Na combustão de um jogo
A incendiar o céu!

Assim ele ergue-se imponente
No horizonte imenso;
Tal como arconte,
Sai das suas recamaras
A percorrer o infinito.

Detentor de magnitude consistente,
Ele caminha livremente;
Pois é fonte de energia inesgotável;
O sol, é um presente de Deus
Para toda a humanidade.

Para alguns,
Ele é rei!
E como tal,
Avança e rola
Qual imensa bola
No universo imponderável.

Nas Santas Escrituras
Ele é um tipo de Deus
A iluminar a terra,
Onde enxameiam os mares
Seres incontáveis;
Disformes criaturas.

Suspenso no espaço
Ele percorre o zênite;
E na sua marcha galopante
Esse gigante quente
É uma estrela fulgurante
De quinta grandeza
Verdadeiro padrão de realeza.

Sol,
Fonte de luz e calor!
A clarificar o véu das madrugadas;
Ao mais incrédulo mortal impressionas:
Ao levantar-te
Do teu mergulho,
Nas águas barrentas do Amazonas.

  • Donato não foi meu professor, mas aprendo um “tantão” todas as vezes que conversamos;

    Não nascemos na mesma época, ele é da época dos meus pais, mas falamos de fatos comuns. Tão comuns que às vezes ele pensa que eu conhecia pessoas de épocas em que eu nem era nascida;

    Não é meu irmão de carne, mas, que maravilha, acabamos nos tornando irmãos em Cristo. E foi justamente isto que me aproximou dele e de Ibéria,sua adorável esposa, a quem chamo carinhosamente “Pote”, porque “vaso” é pouco para o que ela contém!

  • O Donato não foi meu professor, mas o conheço e conhecendo, sei que do mesmo se poderia esperar alga tão belo assim.
    Saúde professor.

  • O Donato foi meu professor de desenho no GM. Antes da aula ele faziam uma oração com alunos. Essa era uma das suas marcas registradas. Bom lembrar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *