Chá da tarde

Meu conto, meu canto
Raquel Braga

Ainda vou te contar um conto
de encantamento
que te encha tanto
de contentamento
que também hás de querer contar.

Ainda vou te cantar um canto
de acalanto
que tanto te encante
que te tire desse canto
pra também cantar.

  • Obrigada, amiga Alcinéa, por esse coração gentil, que sempre abre espaço à poesia e a novos poetas. Beijo carinhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *