Chá da tarde

Um poema de Arilson Souza

Entrelaçadas

Preta é a pele.
Pele da vida.
Vida de negro.
Negro da vida.
Alma sem cor.
Cor sem discriminação.
Discriminar causa dor,
e dor não rima com coração.
Coração, alma,vida…
Encaixe perfeito!
Pele, cor, preta…
Sem preconceito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *